Sustentabilidade será foco da semana do Paraná na exposição internacional Expo Dubai 2020

Sustentabilidade será foco da semana do Paraná na exposição internacional Expo Dubai 2020

AEN

De 10 a 17 de outubro, o Paraná será o protagonista do Pavilhão do Brasil na Expo Dubai 2020, exposição internacional que concentra mais de 190 países em 181 dias de evento e espera receber 25 milhões de visitantes. O Paraná será o primeiro estado a assumir o pavilhão brasileiro na feira, que tem como objetivo mostrar o desenvolvimento tecnológico dos países e discutir as perspectivas do futuro da sociedade.

Nesta terça-feira (22), o governador Carlos Massa Ratinho Junior apresentou a empresários a proposta do projeto de exposição que irá representar o Estado na feira. O conceito é batizado de “Wow! All Around”, frase em inglês equivalente a “surpresa por toda parte” e que sugere as diversas formas de encantamento que o Paraná pode proporcionar a quem o conhece. Isso toma forma através de um espetáculo artístico dividido em 18 atos que englobam diferentes aspectos da história do Estado.

“Essa feira é uma oportunidade de se recolocar no tabuleiro no pós-pandemia e apresentar para o mundo nosso agronegócio, mostrar que nosso parque automotivo é um dos maiores da América Latina, que nosso setor de inovação e tecnologia é um dos melhores do mundo, e tem empresas na casa dos bilhões. Além disso, queremos mostrar nosso potencial turístico. É o momento de nos apresentarmos ao mundo de forma clara, destacando o Paraná e seus potenciais”, declarou o governador.

“Queremos que essa feira traga oportunidades de negócio para fortalecer cada setor do nosso Estado. Desejamos que um evento de grande porte como esse possa atrair investimentos, fazer com que as empresas do Paraná possam ter mais clientes, fechar mais negócios e atrair parceiros internacionais”, acrescentou Ratinho Junior.

Para Eduardo Bekin, diretor-presidente da Invest Paraná (autarquia responsável pela ponte do Paraná com a organização do evento, feita pela Apex Brasil), essa é uma oportunidade única de criar uma vitrine internacional do que o Estado tem feito de melhor.

“O Paraná vem se destacando a cada dia como o grande celeiro do Brasil e do mundo, com uma potente indústria da transformação principalmente na área da alimentação. No entanto, é importante se posicionar como um estado que produz com sustentabilidade – e precisamos saber como mostrar isso para o mundo. E nada melhor do que mostrar isso na Expo Dubai, uma feira internacional que consegue falar com todo o mundo ao mesmo tempo”, explicou.

Pavilhão do Paraná

A Expo Dubai 2020 será realizada entre 1º de outubro de 2021 e 31 de março de 2022, e terá como tema a frase “Conectando Mentes, Criando o Futuro”. Os países participam com pavilhões que representam suas nações, divididos em três distritos: Oportunidade, Mobilidade e Sustentabilidade.

O Pavilhão do Brasil, que integra a área da sustentabilidade, terá 4.380 metros quadrados. Pensado para valorizar as águas do País, a estrutura funciona como uma grande praça. Nela, ficam instalados um espelho d’água e uma estrutura em aço revestida por tecidos que formam uma espécie de tela para receber projeções visuais.

O pavilhão é dividido em quatro espaços – praça de alimentação, praça das águas, galeria e loja – que vão guiar a exposição do Paraná. A história começa com o descobrimento do Paraná através do Litoral, e segue de Leste a Oeste, do Porto de Paranaguá às Cataratas do Iguaçu.

Assim, os 18 atos do espetáculo destacam diversas qualidades do Estado, como sua natureza, cultura, indústria, agronegócio, indústria, logística, educação, entre outros.

O diretor de relações internacionais da Invest Paraná, Giancarlo Rocco, explica que o espetáculo desenvolvido pelo Estado será uma experiência imersiva e sensorial, convidando os visitantes a conhecer o Paraná a partir de sons, aromas e imagens ao longo do percurso.

“Vamos trabalhar a sustentabilidade em todos os atos, contando para os visitantes o que temos de melhor dentro do Estado e mostrando que seus pontos positivos estão all around, em todos os cantos do Paraná”, ressaltou.

Expo Dubai 2020

Organizada pelo Bureau Internacional de Exposições desde 1851, a World Expo é um evento internacional que serve de vitrine para as principais inovações que moldaram o mundo após a Revolução Industrial. Um de seus principais símbolos é a Torre Eiffel, construída em Paris para a edição de 1889.

O Brasil sediou uma feira similar em 1922, no Rio de Janeiro, como uma das comemorações do centenário da independência do País.

As feiras acontecem a cada cinco anos e têm como principal atração os pavilhões de cada país, que concentram exposições, eventos e atividades culturais. O espaço também apresenta pavilhões temáticos e patrocinados por empresas. A última edição da feira aconteceu em Milão, na Itália, em 2015, e contou com a participação de 145 países.

A edição de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, estava prevista para 2020, mas foi adiada em razão da pandemia do coronavírus. Com mais de 190 países participantes, a exposição ocupará uma área total de 438 hectares. A estimativa é receber mais de 25 milhões de visitantes ao longo dos seis meses de duração.

O Pavilhão do Brasil é organizado pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), e vai receber outros espetáculos temáticos ao longo dos seis meses da feira. Durante a feira, ele funcionará todos os dias, das 10h às 22h.

Além da semana do Paraná, o Estado estará novamente presente durante a programação da Itaipu Binacional, que será o foco do pavilhão durante duas semanas ao final da exposição. A Binacional vai retomar a temática da água como um elemento central para o Brasil.

Presenças

Participaram da reunião o vice-governador Darci Piana; o secretário chefe da Casa Civil, Guto Silva; Sandro Abdanur, presidente do conselho da Cilla Tech Park; Marcio Fernandes, diretor de relações institucionais da Cilla Tech Park; Ulisses Lyrio Chaves, diretor jurídico e de relações governamentais da Daf Caminhões; André Boaventura, diretor de marketing do Ebanx; Guilherme Costa de Toledo, CEO da Interbulk; Carlos Cidade, diretor de relações institucionais da JBS; Daniel Scandian, CEO da MadeiraMadeira; Alexandre Nunes, diretor de estratégia da MadeiraMadeira; Patrícia Cobra, gerente administrativa do Terminal de Contêineres de Paranaguá; e Odacir Antonelli, presidente da Repinho Reflorestadora. Outros representantes de empresas paranaenses acompanharam a reunião de forma online.

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.