Família faz vaquinha para ressarcir vítimas após acidente com caminhão desgovernado

Família faz vaquinha para ressarcir vítimas após acidente com caminhão desgovernado

Luana Dias

A família de Vilson Rodrigues, cujo caminhão desceu a rua desgovernado na última segunda-feira (29), atingindo cinco carros e duas casas, está promovendo uma vaquinha para arrecadar parte do dinheiro necessário para cobrir os prejuízos causados pelo acidente. A reportagem ouviu as filhas do motorista, Pamela Rodrigues e Patricia Rodrigues. Elas explicaram que ainda não foi realizado um levantamento preciso, para saber de quanto a família irá necessitar, mas levando em consideração todos os danos e despesas acarretadas com os procedimentos pós acidente, elas acreditam que os gastos serão de 300 a 500 mil reais.

A ação, no entanto, não tem como objetivo arrecadar o valor total, mas, conforme explica Pamela, a família deseja arrecadar o suficiente para ressarcir os proprietários dos veículos e das casas atingidas pelo caminhão, sendo assim, a doação também pode ser de mão de obra, peças de automóveis, material de construção e móveis. “Qualquer valor é bem-vindo, assim como toda forma de ajuda. Nossa prioridade é resolver o problema das pessoas que foram prejudicadas. Acreditamos que um dos carros atingidos pelo caminhão não terá como recuperar, além disso, outro veículo nem era de morador de lá, era de uma pessoa que estava fazendo um orçamento e que usa o carro para trabalhar. A família, cuja casa foi mais atingida, também perdeu muito, e sem dúvida agora precisa de ajuda. Nosso pai também teve prejuízo com o caminhão, mas nem é com isso que estamos preocupados agora, e não é para o caminhão dele que iremos arrecadar, é de fato para resolvermos o problema que o acidente ocasionou para cada uma destas pessoas, porque não teríamos todo esse valor de uma hora para outra, e eles não têm culpa do que aconteceu e não podem ficar esperando”, explicou.

Segundo as entrevistadas, a família de Vilsom vem dialogando com as vítimas desde o acidente e o motorista não teria se isentado das responsabilidades e nem fugido do local, como chegou a ser divulgado. A família, cuja casa foi parcialmente derrubada com o impacto do caminhão, inclusive já foi realocada pelos familiares do motorista. Além de ajudarem os moradores a encontrarem uma nova casa para alugar, eles também fizeram a mudança e pagaram o primeiro mês de aluguel.

Pamela também explicou que o pai está ‘em choque’ desde a noite do acidente. Segundo ela, o motorista sempre foi muito cuidadoso no ofício, por isso, ainda não compreende como foi que seu caminhão se envolveu em uma ocorrência tão grave.

Contribuição

Quem quiser contribuir com a ‘vaquinha’ fazendo doação em dinheiro, pode acessar o link: vaka.me/1953009
Ou fazer transferência por meio do PIX 10319276970 – Patricia Rodrigues.
Outras formas de doação também podem ser alinhadas com os filhos do caminhoneiro Vilson Rodrigues: (42) 99856-7918 Pamela, 99875-0062 Patricia, 99982-2338 Peterson.

Causas
As causas do acidente ainda não foram esclarecidas. Um dia depois da ocorrência a reportagem conversou com a Polícia Militar de Castro, que prestou atendimento no local e fez o boletim de ocorrência, e a informação era de que a equipe não tinha informações relacionadas às causas. Os documentos produzidos, a partir do boletim do acidente, estão à disposição das partes envolvidas e dos órgãos públicos, responsáveis pela apuração e responsabilizações.

Foto: Divulgação / Edenilce Machado

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.