Atleta carambeiense realiza sonho ao se tornar jogador de futebol profissional

Atleta carambeiense realiza sonho ao se tornar jogador de futebol profissional

Emerson Teixeira
Especial Página Um News

Carambeí – O sonho de muitas crianças no Brasil e no mundo inteiro é tornar-se jogador de futebol profissional. Atuar num clube grande, defender a seleção do seu país e as cores do time de coração, melhorar as condições de vida da família, motivos não faltam para buscar o objetivo. Mas, poucos chegam lá, pois para a maioria o sonho termina sem nem ter tido a chance de começar.

Neste mês de abril um atleta carambeiense entrou para o seleto grupo de jogadores profissionais. Jean Henrique, 18 anos, zagueiro, passou a integrar o elenco principal do Coritiba, após se destacar na Copa São Paulo de Futebol Junior, competição que reúne clubes de todo o Brasil.

Trajetória

A mãe, Jussara Santos, relembra o início da caminhada de Jean, que aos 6 anos treinava no ginásio de esportes Art Jan de Geus, incentivado pelo pai, Jean Pedroso, um apaixonado por futebol. “Desde o início os professores falavam que ele tinha potencial, nós sempre apoiamos, porque o interesse dele por futebol sempre foi claro, ele nunca reclamou de preguiça, de chuva, de frio, de calor, de nada”, relembra Jussara.

Jean iniciou no futsal, onde disputou jogos por equipes de Ponta Grossa, Castro e Guarapuava. Em janeiro de 2015 ele fez teste no Coritiba e foi aprovado. “Fomos chamados para saber se podíamos vir embora com ele ou se ele tinha onde morar aqui em Curitiba. Pela idade dele, na época, não podia ficar alojado no clube. Mudamos para cá com a cara e a coragem, sem ajuda financeira nenhuma. O clube deu bolsa de estudo para ele e a estrutura para treino”, conta.

A ascensão ao elenco principal veio após sete anos jogando nas categorias de base do Coxa. A mãe avalia que valeu a pena todo o esforço e dedicação. “Uma gratidão à Deus por ter nos guiados até aqui e uma alegria imensa em saber que toda a dedicação, esforço dele e da família valeu a pena”, descreve. A família aguarda ansiosa pela estreia do jogador em campo em uma partida oficial. “Ele treina e faz parte da equipe profissional, só ainda não jogou pela equipe principal”, concluiu a mãe.

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.