Tarja Preta

Tarja Preta

VAIAS
Moacyr Fadel poderia colher frutos com a vinda de Bolsonaro a Castro, pois é um presidente da República em terra castrense, mas, talvez, por não ter os holofotes para si, destilou sua ira em seu Instagram e buscou culpados pelas vaias recebidas quando anunciada a sua presença no autofalante do evento que recebeu o nome de ”Anúncios do Governo Federal ao Estado do Paraná’.

SÓ 6 VAIARAM?
Para o prefeito, “fui vaiado por meia dúzia de ignorantes e impedido de apresentar propostas para o município. Porém, se isso acontecesse pelo povo castrense, eu nunca mais me envolveria com política (…)”. Quanto a apresentar propostas, o cerimonial era do governo federal, e não local para propaganda de governo municipal. Era o momento de ouvir o presidente da República e seus ministros. Quanto as vaias que recebeu, colocadas como meia dúzia, com certeza foram bem mais e ecoaram alto no pavilhão da Cidade do Leite.

UNANIMIDADE??
Não se pode tirar o mérito de um político que chega ao seu quarto mandato com pouco mais de 51 anos. Isso é para poucos. Mas, cá entre nós, é difícil ser ‘uma boa ideia’ por tanto tempo, principalmente após sucessivos desgastes. Citaria um, diante de vários: seis pessoas com algum grau de parentesco com o chefe do executivo municipal, ocupando oito secretarias municipais, no mínimo é vergonhoso. Um dia a conta chegaria, e as vaias pode ser o sinal de novos tempos chegando.

ÚLTIMAS: NOTA 0 para a ‘segurança do presidente’ Bolsonaro e para a SECOM que fez o que pode para dificultar o acesso da imprensa. NOTA 10 para os eventos em Ponta Grossa, Castro e Piraí do Sul.

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.