Rebeliões e mutações nos fizeram chorar suas mortes!

Rebeliões e mutações nos fizeram chorar suas mortes!

A Doutora Brené Brown, em uma obra de AutoAjuda, nos convida a ter “A coragem de ser imperfeito”. Bruno Covas seguiu os passos do avô na Política mas lutava contra um câncer desde 2019. Nos últimos dias, foi internado às pressas na UTI do Hospital Sírio Libanês. A atriz Eva Wilma, no hospital Albert Einstein, ainda estudava o texto de um novo filme, quando recebeu um diagnóstico de câncer e o tratamento não pode conter o avanço da doença. Os dois, com seus talentos, trabalhavam por um Brasil Melhor. Sabiam que “o câncer representa uma ruptura da cooperação multicelular e que células “renegadas” e “malignas” começaram a “trapacear“ com mutações que impediam um “comportamento cooperativo”. Bruno, em sua última carta, revelou um amadurecimento fora do comum, ao afirmar que “a solução para nossos problemas só será enfrentada pela seriedade com que os governos trabalham e realizam políticas públicas”. Bruno e Eva nunca ignoraram suas limitações, mas nunca deixaram passar a oportunidade de mostrar contribuições sociais únicas. “Rebeliões Celulares” venceram seus sistemas de defesa, recursos se esgotaram e as “metástases” nos fizeram chorar suas mortes. Deixaram um Brasil, ainda isolado, imperfeito e sofrendo Mutações Políticas e Pandêmicas. Qual o risco de sucumbir sem “Comportamentos Cooperativos” como os deles???

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.