Hussein Bakri se encanta com Colégio Agrícola

Hussein Bakri se encanta com Colégio Agrícola

Sandro A. Carrilho

Uma comitiva respeitável acompanhou a visita que o deputado Hussein Bakri (PSD) realizou na manhã de quinta-feira (7), no Colégio Agrícola Estadual Olegário Macedo. Recebido pela direção da instituição de ensino, todos foram convidados a se tornarem alunos. Sentados nas carteiras escolares do laboratório de informática, eles assistiram um slide que contou a história do colégio agrícola, apresentado pelo diretor Renato Rei Gondim, que a cada imagem exibida expunha com orgulho o trabalho desenvolvido dentro da instituição, sempre com foco no aluno. Nos assentos ocupados, autoridades conheceram o trabalho desenvolvido por estudantes e professores Colégio Agrícola que abriga hoje 540 alunos e 80 colaboradores, e ainda oferece cursos como Técnico em Agropecuária, Técnico Agrícola e Técnico em Agroindústria.

Antes da explanação, Gondim fez uma observação quanto ao laboratório de informática que segundo ele “surpreendeu positivamente em relação aos governos anteriores”. Disse que a sala era sucateada e que foi repaginada. Também destacou a importância da existência da Cooperativa Escola.
Após Gondim, foi a vez da chefe do Núcleo Regional de Educação de Ponta Grossa, Luciana Aquiles Sleutjes. Ela disse que “Bakri vê a educação de uma forma diferenciada, sem perguntar de onde é e para quem é”. Acrescentou que “o Núcleo de Educação tem uma representação forte. Ponta Grossa sofre com a falta de salas de aula, o que não acontece nas cidades do entorno. Quanto a Cooperativa Escola, elas precisam existir e ter gerenciamento de contas, assim tira uma carga de recursos junto ao Estado. Precisa ter esse olhar. Próximo passo para pensar é organizar as cooperativas nas escolas”.

Hussein Bakri afirmou ter ficado impressionado com o que assistiu, e que não fazia a mínima noção. Que salta aos olhos, diante de tudo o que é desenvolvido dentro do Colégio Agrícola Olegário Macedo. Em sua fala, o deputado destacou que “político tem que ajudar e não interferir. Que fez um pacto com os colégios agrícolas, para que as cooperativas escolas voltem a existir”.

Em entrevista ao Página Um News, o deputado ressaltou que “o espanto foi tão grande ao conhecer o colégio que eu disse para a minha equipe que é importante mostrar tudo isso para o Paraná e até para o Brasil. Primeiro lugar, pela extensão do colégio que são quase 500 hectares, mas o que mais impressiona é a organização, o trabalho que é bem feito, o engajamento da direção, e eles se emocionam quando falam da participação dos alunos. Veja a responsabilidade enorme que é cuidar dos filhos dos paranaenses que vem para cá, geralmente de uma idade adolescente, responsabilidade enorme e que funciona como relógio. E, eu falei para eles que eu quero ser parceiro nesse projeto, tanto é verdade, que eu vou ter uma reunião na Secretaria de Educação nos próximos dias, para manutenção da parceria que eles tem para o funcionamento da cooperativa”.

Bakri continua e afirma que “muitos colégios perderam as cooperativas agrícolas, e aqui se mantém, e queremos documentar para que não haja nenhum abalo futuro e que seja algo oficial, para manter o que se tem aqui e para aquelas que perderam, voltarem a ter. Já tive uma sinalização positivo do Renato Feder [secretário de Estado da Educação] e dentro de dez dias teremos um encontro em Curitiba, com a direção da secretaria, para providenciar documento, avalizar isso e deixar como uma espécie de lei para o funcionamento dessa função como cooperativa”.

Quanto ao refeitório, o deputado mostrou-se “emocionado quando disseram que parte dos alunos tem que sair para que outra parte possa entrar, fazer uma refeição rápida porque tem outra pessoa lá fora. Isso é inconcebível, mandei um whatsApp para o secretário Feder, quando estava sentado, e quando chegou a minha hora de falar, disse que poderiam atualizar o projeto que o Estado vai ajudar no novo refeitório. Evidente que temos as amarras no período eleitoral desse ano, mas podem ajustar o projeto que vai ser executado pelo Estado”, comprometeu-se.

Quanto aos computadores, disse não ser emenda sua. “Trabalhamos em vários sentidos. Ou uma emenda individual, ou ação política. A chefe do Núcleo de Educação, Luciana Sleutjes, inclusive faz um excelente trabalho, disse, ‘deputado nós precisamos atender esse colégio’ e eu fui até o Feder, ao Vinícius, e pedi para que fosse lacrado a definição desse laboratório aqui. Um laboratório moderno, que vai servir muito bem a esses alunos”.

No tocante ao seu trabalho em Castro, Bakri enfatiza que “tenho um grupo político definido aqui, tenho trazido recursos para cá, eu nunca perguntei para Castro o que eles poderiam me dar de votos para poder fazer. Estou trabalhando, fazendo a minha parte, tenho mais duas outras escolas que serão atendidas com o Projeto Escola Bonita, e estou trabalhando. Já perdi as contas as vezes que vim aqui, participar de debates e tentar ajudar a cidade”.

O ex-vice-prefeito e presidente municipal do PSDB, Marcos Bertolini, destacou que “Bakri tem realizado um trabalho muito importante para Castro e a atuação dele no Colégio Agrícola, ver ele presente aqui, pisando no chão, se comprometendo a melhorar algo que para nós é muito bom, é importante. E a presença pessoal dele mostra seu engajamento nas questões locais, e a gente torce para que tudo isso dê muito certo porque o colégio agrícola merece e a gente vê que é uma instituição de ensino sustentável, que gera não só conhecimento e também desenvolvimento
Sobre a atuação do deputado, Marcos ressalta que “Bakri tem feito presente aqui, ele não vem só em época de eleição, todas as demandas que nós apresentamos ele levou à frente. Tivemos questões como a de Socavão, no caso da grilagem de terra, que ele se colocou ao nosso lado, trouxe sua equipe junto, nos ajudou com a polícia militar na região. Ele é um deputado muito atuante”.

Quanto a sua experiência, “Bakri tem sua história, não começou ontem. É um político que vem crescendo e a gente percebe isso. Ele vem da região de União da Vitória, começou lá, mas conseguiu uma envergadura que é de um deputado que fala em nome do estado do Paraná, e isso é bastante importante”, lembrou o ex-vice-prefeito.

Sobre a proximidade do deputado com o governador Ratinho Junior, Marcos acrescentou que Bakri alia duas situações bastante importante. Tem força junto à Assembleia Legislativa do Paraná porque já representou o governo, e também junto ao governador. Isso proporciona realizações”, concluiu Marcos.

Participaram da visita ao Colégio Estadual Agrícola Olegário Macedo o tenente-coronel Renato dos Santos Taborda, comandante do 4º CRPM; a chefe do Núcleo Regional de Educação, Luciana Aquiles Sleutjes; vereador Rafael Rabbers, o ex-vice-prefeito Marcos Bertolini, o ex-vereador Edson Strickert, além da diretora pedagógica da instituição, Sueli Marcondes Bueno; o o diretor UDP, Kleber Marcos Zerbielli; assessor Sandro Machinski, Renato Taques Mussi, coordenador do Escritório Regional de Ponta Grossa (Cohapar), entre outras lideranças políticas ligadas ao parlamentar.

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.