Padre Osvaldo Cadorin recebe Voto de Congratulações

Padre Osvaldo Cadorin recebe Voto de Congratulações

Luana Dias

Com quase 49 anos dedicados ao sacerdócio, padre Osvaldo Cadorin, que atualmente é vigário paroquial e responsável pelo atendimento das comunidades do interior, na Paróquia Nossa Senhora do Rosário, acaba de ser homenageado pela Câmara de Vereadores de Castro. Na segunda-feira (30), ele recebeu das mãos do vereador Augusto de Camargo Iucksch Beck, autor do requerimento, o Certificado de Voto de Congratulações, aprovado por todos os parlamentares da Casa.

O sacerdote Osvaldo Cadorin nasceu no dia 7 de novembro de 1944, em Nova Trento/Santa Catarina. Chegou em Castro em 1957, e no mesmo ano entrou para o Seminário. Sua ordenação ocorreu em dezembro de 1972. Se tornou noviço em 3 de março de 1973, atuando inicialmente de forma temporária, e de forma perpétua a partir do dia 23 de fevereiro de 1977. O padre cursou Filosofia, entre os anos de 1965 e 1967, e Teologia entre 1969 e 1972.

Durante os muitos anos de trabalho dedicados à igreja e comunidade castrenses, ocupou diferentes cargos e contribuiu com diversas obras, movimentos, pastorais e projetos, tanto na Paróquia Nossa Senhora do Rosário, como no Seminário dos Religiosos de Nossa Senhora de Sion. Trabalhou como ecônomo em três diferentes períodos, no Seminário e Chácara do Seminário, entre os anos de 1974 e 1975, 1976 e 1979, e a partir de 1997.

Entre março de 1979 e o ano de 1984, foi superior do Seminário. Em 1985 foi enviado à São Paulo para cooperar como vigário paroquial na Paróquia de São José, na cidade de Ipiranga. Em 1986 voltou a trabalhar na Paróquia Nossa Senhora do Rosário, em Castro, e no ano de 1991 assumiu, como pároco, a matriz pela primeira vez, desempenhando a mesma função em outros três períodos: entre 2006 e 2011, e por mais dois anos por volta de 2018.

Ao longo desse período também contribuiu com comunidades, fora de Castro. Em abril de 1994 padre Osvaldo foi transferido para Mogi das Cruzes, onde trabalhou por dois anos na igreja de Arujá. Em abril de 1996, já de volta à Castro, tornou-se vigário paroquial, e no ano de 2012, tornou-se superior da Comunidade São José no município. No ano de 2015 trabalhou como vigário em São Sebastião do Paraíso, e, desde o ano de 2017 até a data de hoje, trabalha novamente na Paróquia Nossa Senhora do Rosário.
Ao conversar com a reportagem, padre Osvaldo relatou que o recebimento do Voto de Congratulações foi uma surpresa para ele. “Eu soube uma hora antes, que receberia. Para mim foi uma surpresa, eu nuca almejei ter um voto da Câmara de Vereadores, mas agradeço muito ao Augusto Beck, e a todos os demais vereadores, pela consideração com o meu trabalho”, ressaltou o sacerdote.

Augusto Beck, ao propor a homenagem, argumentou a importância do reconhecimento aos serviços prestados pelo padre durante todos esses anos, através da Casa de Leis. “Visto a sua trajetória toda voltada para a vocação e toda sua história junto a Igreja Católica. Que assim ele possa continuar firme e forte com essa força e fé junto a nossa comunidade, desenvolvendo belos trabalhos em prol dos mais necessitados”, destacou o vereador.

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.