Os 12 acontecimentos mais marcantes neste 2020 em Castro

Os 12 acontecimentos mais marcantes neste 2020 em Castro

Luana Dias

Castrolanda elege novo presidente após 24 anos
Na primeira quinzena de fevereiro a Cooperativa Castrolanda elegeu novo presidente e vice-presidente, assim como os novos integrantes do Conselho de Administração e dos outros Conselhos e Comitês. Para ocupar o cargo de diretor-presidente, que há 24 anos estava sob responsabilidade de Frans Borg, foi eleito Willem Berend Bouwman, e para o cargo de diretor vice-presidente foi eleito Armando de Paula Carvalho. As eleições ocorreram por meio de Assembleia.

Castro se despede de Lauro Lopes e Glaci Ribas Lopes
Em 2020 Castro perdeu dois cidadãos que muito contribuíram com o desenvolvimento da cidade, ambos inclusive detentores do título de Cidadão Benemérito de Castro. Na manhã do domingo, 8 de março, faleceu o advogado, ex-vereador e ex-prefeito de Castro, doutor Lauro Lopes. No dia seguinte a Câmara Municipal de Castro realizou sessão póstuma em homenagem ao castrense. Em vida, Lauro Lopes se destacou enquanto gestor municipal e por ter contribuído de forma voluntária com diversas instituições castrenses. Sua esposa, Glaci Ribas Lopes, faleceu no dia 22 de junho. Glaci foi a primeira mulher a presidir a Câmara de Castro, no biênio 1983-1984, além disso, também foi técnica em Contabilidade, presidiu a antiga Legião Brasileira de Assistência (LBA), o Conselho Fiscal da Escola de Educação Familiar e Rural de Castro, o Clube de Mães da Assistência Nossa Senhora do Rosário e o Grêmio Esportivo Cacique. No município, ela também foi a primeira mulher a ser eleita como dirigente de um time de futebol.

Coronavírus
A pandemia do novo coronavírus sem dúvida é um dos fatos ocorridos em 2020 que mais irá marcar a vida das pessoas. Em Castro o primeiro caso suspeito surgiu no mês de março, justamente no dia 19, feriado do aniversário da cidade. Na ocasião, o prefeito Moacyr Fadel decretou estado de emergência, e em alguns dias a rotina da cidade mudou drasticamente. Os decretos assinados na sequência foram impondo restrições e alterando o dia a dia dos castrenses. Entre outras medidas, foi proibida a entrada de ônibus intermunicipais na cidade, suspensa a realização presencial de celebrações religiosas e as aulas da rede municipal, e portões de locais como o Parque Lacustre e Prainha ficaram lacrados pela primeira vez em anos. Estabelecimentos comerciais e financeiros passaram a adotar medidas como a formação de filas ao lado de fora das unidades para evitar aglomeração de clientes no interior.

Ao longo dos meses muita coisa ainda mudou, e a cada dia mais restrições e recomendações passaram a fazer parte da vida dos castrenses, graças a pandemia. Em agosto, após realizar um programa de testagem em massa, a Secretaria de Saúde decretou medidas para o Distrito do Socavão e comunidades rurais adjacentes. Foram instaladas barreiras nos acessos da localidade com aferição de temperatura e condicionamento a circulação de pessoas, restrições ao comércio e toque de recolher.

No mês de abril o Agroleite, um dos eventos mais importantes do município, teve a edição deste ano cancelada, também graças a pandemia. O fato é inédito, desde que a feira começou a ser realizada em Castro. O evento estava agendado para acontecer entre os dias 11 a 15 de agosto. A próxima edição está marcada para 10 a 14 de agosto de 2021.

No dia 25 de julho, no entanto, veio a notícia mais triste até então publicada na cidade, e que dizia respeito à pandemia. Neste dia foi registrado o primeiro óbito de um castrense, em decorrência da Covid-19. A vítima – um homem de 51 anos de idade. Desde então, mais de 40 pessoas que residiam no município já perderam a vida por conta de contágio pelo novo coronavírus, a cidade, assim como praticamente todas as demais ao redor do mundo, segue na luta contra a pandemia. O ano termina, no entanto, com a fé depositada na vacina, que ao longo de 2020 foi sendo desenvolvida e testada por cientistas de diversas partes do planeta. Nunca se esperou tanto da ciência, pelo menos não neste século.

Foto: Divulgação

Câmara de Castro nega título a Aline Sleutjes
Na sessão do dia 11 de maio de 2020 o Plenário da Câmara Municipal de Castro rejeitou o Projeto de Lei que tinha por objetivo, conceder o título de Cidadã Benemérita de Castro à deputada federal Aline Sleutjes. A proposição, de autoria da vereadora Fatima Castro (MDB), presidente da Casa, foi rejeitada pelo placar de sete votos contrários e seis favoráveis. Com esse resultado, o projeto foi arquivado. Os votos contrários foram dos vereadores Maurício Kusdra (PSB), primeiro-secretário, Dirceu Ribeiro (Podemos), Gerson Sutil (PSC), Joel Elias Fadel (Patriota), José Otavio Nocera (Patriota), Jovenil Rodrigues de Freitas (Podemos) e Neto Fadel (Patriota).

Os favoráveis, de Fatima Castro, Herculano da Silva (DEM), vice-presidente, Rafael Rabbers (PTC), segundo-secretário, Antonio Sirlei Alves da Silva (DEM), Luiz Cezar Canha Ferreira (DEM) e Paulinho de Farias (PSD). Mauricio Kusdra, por exemplo, afirmou que uma das razões pelas quais não votou favorável ao projeto é o fato de Aline ter participado de manifestações consideradas antidemocráticas, nas quais alguns participantes pediam pelo fechamento do Congresso [Nacional] e do STF [Supremo Tribunal Federal].

A justificativa do projeto apresentava fatores como a atuação parlamentar de Aline na esfera federal e a conquista de emendas parlamentares, no valor de R$ 10 milhões, para obras como a conclusão do asfaltamento da estrada do Socavão. Em entrevista ao Página Um News, a deputada disse que só teve conhecimento da votação depois que o resultado já estava disponível, e que estava decepcionada com o desfecho.

Polícia Civil prende suspeitos da morte do médio Luiz Felipe Fiorillo
Um ano após o médico Luiz Felipe Fiorillo ter sido assassinado, a Polícia Civil de Castro prendeu o primeiro suspeito de envolvimento no crime. A prisão ocorreu no dia 10 de julho, em Curitiba, e contou com o apoio da Polícia Civil de Ponta Grossa. O suspeito foi escoltado até a Delegacia de Polícia de Ponta Grossa para interrogatório, depois foi recolhido na Cadeia Pública de Castro. Nesta fase da operação também foi localizado o veículo utilizado na noite do crime, um fusca branco, com vidros escuros.

Já o suspeito de ter executado o médico foi preso no dia 28 de novembro. O homem, de 34 anos, foi preso em Barbosa Ferraz. Após diligências de rastreamento, policiais da 43ª DRP, de Castro, mantiveram contato com a equipe de polícia da cidade, onde foi dado o flagrante e cumprido o mandado de prisão temporária do suspeito, pelo crime de tráfico de drogas. Policiais civis de Castro trouxeram para a Cadeia Pública do Município o preso, que estava sob custódia dos policiais daquele município.
Luiz Felipe Fiorillo foi morto na noite de 6 de junho de 2019, com dois tiros, quando saia de seu consultório.

Foto: Divulgação

Obra de novo viaduto é iniciada no município
Uma das obras mais notáveis, iniciadas em Castro em 2020, foi a construção do viaduto na PR 151, dando acesso à Castro e à Colônia Castrolanda. A obra, de R$ 18,9 milhões é resultado de um dos investimentos em rodovias do Estado, com os quais a CCR Rodonorte se comprometeu, no acordo de leniência feito com o Ministério Público Federal (MPF), na força-tarefa da Lava Jato. O acordo foi fechado no ano passado e ficou a cargo do governo do Estado indicar as obras a serem executadas e fazer a fiscalização das mesmas. A previsão é para que o novo viaduto fique pronto até em novembro do próximo ano.

Acampamento Maria Rosa completa cinco anos
No dia 24 de agosto de 2020 o acampamento do Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra (MST), hoje chamado Maria Rosa do Contestado e que ocupa parte da Fazenda Capão do Cipó, completou cinco anos. Ao longo desse período, a área passou por uma transformação, o terreno antes dedicado aos canteiros experimentais e de pesquisas da Fundação ABC, hoje é ocupado por uma comunidade com casas, mercearia, sede da cooperativa regional dos trabalhadores, e plantações de verduras, legumes e grãos. O acampamento, no entanto, não está legalizado. A reintegração de posse expedida pela 2ª Vara Federal de Ponta Grossa, foi temporariamente suspensa, mas ainda não houve acordo entre as partes envolvidas. O MST mantém a proposta de ocupação compartilhada da área, pelos trabalhadores, pelo Centro de Treinamento para Pecuaristas (CTP) e pelo Instituto Federal – cuja vinda para o local vem sendo defendida, por exemplo, pela deputada Aline Sleutjes. Mas a ideia vem sendo rejeitada por membros do governo federal e a falta de definições ainda coloca em xeque o destino do CTP, já que as tentativas de tirar as famílias do MST do local resultaram em um despacho de reintegração de posse da área à União, que também inclui a possibilidade de saída do Centro de Treinamento da Fazenda.

Caramuru Vôlei volta a Castro
No mês de setembro o retorno do Caramuru Vôlei a Castro alegrou os torcedores, que nas últimas temporadas da Superliga faziam dos jogos no Pagnacco um show de interação e incentivo, e que depois seguiram o time até Ponta Grossa para torcer e vibrar. Desde então a nova casa dos meninos do Vôlei é o ginásio de esportes da Colônia Castrolanda, onde ocorrem os treinos de preparação para a Superliga 2020/2021, assim como as partidas que o Caramuru vai disputar em casa ao longo do campeonato. Quando chegou novamente no município, o técnico, Fabio Sampaio conversou com a reportagem e afirmou que o retorno era sinônimo de muita alegria e de satisfação. O time representa sozinho a cidade e o estado na Superliga – competição de nível nacional. “O Caramuru é sem dúvida a equipe mais modesta em seu orçamento, mas vai brigar pela primeira vez com o intuito de estar entre os oito primeiros, e ficar para as quartas de final, esse é nosso objetivo”, disse Fabio à época.

Moacyr protagoniza novela até ser eleito sub judice, inocentado e após diplomado
Durante a campanha eleitoral, a candidatura de Moacyr Elias Fadel à Prefeitura do Município sofreu uma Ação de Impugnação de Registro de Candidatura (AIRC), e uma Notícia de Inelegibilidade registradas na Justiça Eleitoral de Castro. Ambas baseadas no fato de Moacyr ter sofrido ações de improbidade e ações criminais em face das condutas praticadas ao longo de suas gestões como prefeito do Município; uma condenação em segundo grau, imposta pelo Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR), resultado da ação de apuração dos pagamentos de propina, feitos pela Viação Cidade de Castro a Moacyr Fadel, entre os anos de e 2005 e 2009, e suas contas voluntárias – em contratos firmados entre o Município e o (Programa do Voluntariado Paranaense) Provopar de Castro, julgadas irregulares pelo Tribunal de Contas do Paraná (TCE-PR), graças a irregularidades encontradas na prestação de contas do exercício de 2008. Os registros sugeriram o indeferimento de seu registro de candidatura. Na sequencia, a Justiça o tornou apto ao pleito, mas no mês de outubro um recurso colocou novamente sua candidatura em xeque. O recurso foi protocolado por Francisco Delmar Kotelinski. E, no mês de novembro o TRE-PR indeferiu seu registro de candidatura tornando o prefeito inelegível. A decisão do TRE abriu novas possibilidades quanto ao resultado das eleições de 15 de novembro. Como as urnas eletrônicas já estavam lacradas e não havia tempo para atualizações, o nome de Moacyr ficou disponível para receber votos, porém, os votos não foram considerados válidos, enquanto um recurso protocolado pelo prefeito não foi julgado.

O prefeito obteve a maioria dos votos válidos (25.298) em Castro. Eleito sub judice, Moacyr apresentou embargos de declaração através de sua defesa. Por unanimidade, os membros do Tribunal acataram as alegações apresentadas por Moacyr, o absolvendo na ação de improbidade administrativa, (pela acusação de recebimento de propina). A ação era o principal fator da inelegibilidade de Moacyr, e objeto da decisão do TRE, que indeferiu seu registro de candidatura, pouco antes das eleições.
No mês de dezembro, os desembargadores do TRE decidiram pelo deferimento do registro de candidatura de Fadel para o cargo de prefeito. A decisão afastou a causa de inelegibilidade, e ele, assim como seu vice Alvaro Telles, foram diplomados no último dia 18. A posse de ambos, assim como dos vereadores eleitos, está marcada para o dia 1º de janeiro de 2021.

Relíquias de São João Paulo II chegam em Castro
Na noite de 18 de novembro a Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro de Castro recebeu a relíquia de São João Paulo II (fios de cabelo do santo papa). Para celebrar a chegada da relíquia à igreja, o bispo dom Sergio Arthur Braschi celebrou uma missa especial de acolhida, ao lado do padre Cristiano Marcos Rodrigues, pároco da matriz, e de padres e representantes das paróquias de Sant’Ana e Nossa Senhora do Rosário.
A relíquia foi um presente do padre Thiago Rangel Cardoso à matriz. Padre Thiago pertence à Congregação de Sion, presente em Castro, onde conheceu o padre Cristiano. Sabendo da intenção do pároco de construir a nova matriz, ele quis presentear a igreja, fazendo inclusive, toda a intermediação junto a Arquidiocese de Lviv, na Polônia.

Foto: Divulgação

Castrense é uma das 42 vítimas de trágico acidente em São Paulo
O mês de novembro de 2020 ficou marcado em Castro por uma grande tragédia. Um acidente de trânsito, no qual 42 pessoas perderam a vida, também vitimou o castrense Geison Machado, de apenas 22 anos. A fatalidade foi registrada na manhã do dia 25, envolvendo um ônibus e a carreta bitrem que Geison dirigia. O acidente aconteceu no km 172 da SP 249, rodovia Alfredo de Oliveira Carvalho, cidade de Taguaí, interior de São Paulo. A suspeita das autoridades policiais é que uma ultrapassagem iniciada pelo motorista do ônibus tenha sido a causa da colisão. Geison era natural do Abapã e havia perdido o pai, também caminhoneiro, em um acidente ocorrido há cerca de dois anos.

Justiça condena assassino de Nathalia Deen
Em dezembro de 2020 Mateus Gonçalves da Silva, responsável pelo assassinato da estudante castrense Nathalia Deen, foi condenado a 29 anos e nove meses de reclusão. O crime ocorreu na manhã de seis de abril de 2018. O tempo de prisão ao qual Mateus foi condenado é a soma do julgamento de dois crimes. Pela morte de Nathalia o réu foi condenado a 18 anos e nove meses, pelo crime de homicídio com quatro agravantes: motivo torpe, meio cruel, recurso que dificultou a defesa da vítima e feminicídio; e por tentar assassinar Carlos Deen, irmão de Nathalia, Mateus foi condenado a mais 11 anos de prisão. Por conta da pandemia do novo coronavírus, a sessão não contou com a presença de público, mas pôde ser acompanhada por um site disponibilizado pelo Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR). Mateus Gonçalves acompanhou por videoconferência a sessão, da cadeia Hildebrando de Souza, onde está desde que cometeu o crime.

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.