Corpus Christi: a celebração do Corpo e do Sangue de Cristo

Corpus Christi: a celebração do Corpo e do Sangue de Cristo

Luana Dias

Nesta quinta-feira (16) igrejas católicas de todo mundo irão realizar a celebração do Corpus Christi. Conforme explicou à reportagem frei Osmar de Paulo, que é pároco da Igreja Matriz Nossa Senhora do Rosário, de Castro, as missas e encontros do dia remetem a celebração do próprio Corpo e Sangue de Jesus de Nazaré.”O nome vem do latim e significa o Corpo de Cristo. Esta festa, de Corpus Christi, tem por objetivo celebrar solenemente o mistério da Eucaristia, o sacramento do Corpo e Sangue de Cristo. A celebração sempre acontece numa quinta-feira, justamente em alusão à Quinta-feira Santa, celebrada na Semana Santa, quando se deu início à instituição desse sacramento da Eucaristia. Durante a última ceia Jesus mandou que seus apóstolos celebrassem sua lembrança, comendo o pão e bebendo o vinho, que se transformariam em corpo e sangue, ou seja, no seu Corpo e no seu Sangue. ‘O que come minha Carne e bebe o meu Sangue tem a vida eterna, e Eu o ressuscitarei no último dia’, e Ele ainda diz ‘porque a minha Carne é verdadeiramente comida e o meu Sangue é verdadeiramente bebida’, então, com isso, através da da Eucaristia, Jesus nos mostra que está presente ano nosso lado e se faz alimento, para nós dar força para caminhar. Jesus nos comunica o amor, o amor do Pai, e essa entrega total por nós. Este dia, para toda Igreja Católica, é de grande importância, é um dia santo e de festa, dia de celebrarmos esse Corpo e Sangue como memória que Jesus deixou pra nós, e este Corpo e este Sangue fazem com que tenhamos ânimo, para dar continuidade, que a gente não desista da caminhada. É uma lembrança de que Cristo está presente nesse Pão e é neste Vinho, que nós consagramos na Santa Missa”, destacou o frei.
A celebração de Corpus Christi é a única que conta com a presença do Santíssimo Sacramento na procissão de rua. Além disso, é muito especial para os católicos, que usam a criatividade e esforço coletivo para confeccionarem os tradicionais tapetes, nas ruas por onde a procissão passa. A tradição de preparar os tapetes, segundo historiadores, começou em Portugal, no século XIII, e teria sido trazida ao Brasil, pelos portugueses, na época do Brasil Colônia.

A importância da celebração sempre gerou grande expectativa nos fiéis, mas, este ano em especial, é uma solenidade muito aguardada, afinal, nos últimos dois anos não foi possível celebrar a missa e nem realizar as procissões sobre os tapetes de Corpus Christi, devido às restrições impostas pela pandemia.

“A expectativa é de ter bastante gente mesmo. Deve ser uma retomada com muita gente, as pessoas celebram este dia com muita fé, afinal, é um feriado santo, então, a nossa perspectiva, e acredito que de todas as demais paróquias, é de que os nossos paroquianos participem bem ativamente. Vamos reunir todas as capelas, e, o público será maior, até porque o pessoal está sedento de participar. Essa retomada das atividades da igreja tem sido de boa participação, as pessoas estão sedentas de oração, de comunhão, dessa forma, a expectativa é de que os fiéis participem como participavam, ou até mais de como era antes da pandemia, com muita fé, muita oração e adoração ao Santíssimo” finalizou o padre.

Programação

Na Igreja Matriz Nossa Senhora do Rosário a confecção dos tapetes começa às 8 horas. A missa solene será celebrada às 15 horas, em seguida a procissão segue pela Rua Cel Martins de Oliveira, e o encerramento e benção final ocorrem em frente ao estádio do Caramuru.

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.