98ª Festa da Sant’Ana inicia neste sábado

98ª Festa da Sant’Ana inicia neste sábado

Luana Dias

A 98ª festa de Sant’Ana começa neste sábado (17) e, pelo segundo ano consecutivo, terá programação adaptada por conta da pandemia do novo coronavírus. As festividades começam com as novenas, que serão realizadas entre os dias 17 e 25, sempre as 19 horas.

A primeira novena, que será realizada no sábado (17), terá orações pelos membros de pastorais e movimentos. O tema é Sant’A e São José, colaboradores de Deus. A segunda novena é no domingo (18) e tem como tema Sant’Ana e São José, esperança nossa. As orações do dia serão pelos doentes. A novena da segunda-feira (19) terá orações pelos jovens, e o tema é Sant’Ana e São José, resposta de Deus.

O quarto dia de novena, na terça-feira (20), será pelos profissionais da saúde, com o tema Sant’Ana e São José, espelho de amor. Já na quarta-feira (21), quinto dia de novena, o tema é Sant’Ana e São José, modelo dos leigos. A oração neste dia é pelos trabalhadores em geral. No sexto dia, (22), o tema é Sant’Ana e São José, protetores nossos. A orações neste dia é pelos que promovem a segurança.

Na sexta-feira (23), sétimo dia de novena, as orações serão destinadas aos casais de segunda união. O tema é Sant’Ana e São José, amparo das famílias. Sábado (24) é o oitavo dia de nova. O tema é Sant’Ana e São José, protótipos dos educadores, e as orações do dia serão pelos educadores e funcionários. O nono e último dia de novena é no domingo (25), quando as orações serão feitas em ação de graças pela recuperação da saúde. O tema é Sant’Ana e São José, mediadores da graça.

No sábado (17) também haverá venda de pastel e de quentão, a partir das 15 horas. No dia 24 (sábado), haverá benção dos veículos, das 9 às 16 horas, venda de pastel e quentão durante o dia, e venda de bolo de Sant’Ana, após a missa das 19 horas. E no domingo (25) também haverá venda do bolo, depois das missas das 9 e 19 horas.

Na segunda-feira (26), feriado em Castro e dia da padroeira, haverá missa solene na Paróquia às 10 horas, e após, será realizada uma carreata. Este ano novamente não irá ocorrer a tradicional vinda da imagem de Sant’Ana pelo Rio Iapó, na presença dos barqueiros. Padre Martinho Luis Hartmann, que é pároco da Matriz de Sant’Ana, explicou que a mudança ocorre para evitar a do coronavírus. “Esse ano ainda não faremos a nossa tradicional procissão fluvial, devido a situação da pandemia e ao grande número de fiéis que se aglomeraria ali para aguardar a chegada. O povo muito feliz e de maneira muito devota, costuma aguardar a chegada da imagem de Sant’Ana ali na ponte do Rio Iapó. Porém, não deixaremos de celebrar todos os dias, com muita fé, amor, devoção e piedade, à nossa querida padroeira, Senhora Sant’Ana, que é padroeira desta Paróquia também”, destacou.

Ainda na segunda-feira, as 11h30 inicia a venda do tradicional churrasco, da maionese e farofa. E, o sorteio eletrônico do show de prêmios, que também faz parte da festa, está marcado para o dia 27 de agosto.

São José presente nas novenas deste ano

Nas novenas que antecedem a realização da festa de Sant’Ana deste ano, também estarão presentes orações a São José. De acordo com o padre Martinho, além de a Igreja Católica estar no meio do ano dedicado ao santo, também será momento de pedir a sua intercessão, em especial pela proteção das famílias. “Neste ano também vamos envolver durante os dias de novena, uma menção a São José, porque nós estamos vivendo o ano dedicado a São José [que começou no dia 8 de dezembro de 2020 e encerra no dia 8 de dezembro deste ano], e justamente para mostrar a importância de São José na nossa vida espiritual. Ele que é o patrono universal da igreja e defensor da Sagrada Família, como protetor das famílias, também é nosso intercessor. E, lembrando que São José foi um pai muito amado, na ternura, na obediência e no acolhimento da vontade de Deus. Foi também muito criativo, corajoso e trabalhador e sempre presente na vida de Maria, sua casta esposa e também do filho adotivo, os defendeu nos momentos que mais precisaram. Sant’Ana foi casada com São Joaquim, eles constituíram uma família, da qual nasceu a Virgem Maria, que mais tarde se casou com São José e deu a luz a Jesus, juntos formaram a Sagrada Família de Nazaré, assim como tantas outras famílias que encontramos nas Sagradas Escrituras, e como as nossas famílias. Assim, envolver São José na novena de Sant’Ana, é também envolver a família. Então nós rezamos como família, em família e pelas famílias”, ressaltou.

O pároco também explicou que para os católicos, São José representa modelo de fé a ser seguido. “Uma pessoa que não teve medo e sempre teve fé profunda, foi uma pessoa que soube tirar pela fé, o significado de todos os acontecimentos, fossem eles felizes ou tristes, que aconteciam na família. O acolhimento que São José tinha por Jesus, também nos convida, neste momento de tanto medo e fragilidade que estamos vivendo, a acolher Jesus, como ele acolheu, sem medo, levando sempre a esperança. São José nos ensina a olhar com fé para todos os acontecimentos da nossa vida”, finalizou.

Foto: Divulgação / Tripadvisor

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.