Jeitinho paranaense?

Jeitinho paranaense?

A deputada Mabel Canto (PSC) denunciou na semana passada o que chamou de manobra, o Governo do Paraná permitir que a CCR pudesse participar do Leilão da ANAC. Segundo o edital agência, a empresa participante precisaria apresentar declaração de inidoneidade e comprovar ausência de impedimentos relacionados a Lei de Improbidade Administrativa e Lei de Licitações. Vale lembrar que em 2019, a força-tarefa Lava Jato do Ministério Público Federal no Paraná firmou acordo de leniência com a CCR Rodonorte porque a empresa estava envolvida em diversos atos de corrupção e lavagem de dinheiro, relacionados a contrato de concessão firmado entre o Estado do Paraná, DER, DNIT e Ministério de Infraestrutura. Isso não parece muito idôneo e mostra, lamentavelmente, que no país do jeitinho brasileiro, sempre há possibilidade de as coisas se ajustarem, os termos serem alterados, as cláusulas serem mudadas, para enfim, alguém sair ganhando. Quem dera esse alguém fosse o povo!

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.