Tibagi segue em alerta devido ao aumento no número de casos da dengue

Tibagi segue em alerta devido ao aumento no número de casos da dengue

Luana Dias

Tibagi – Com 334 casos de dengue registrados, segundo a Secretaria de Estado da Saúde, o município de Tibagi encontra-se em alerta para a doença. De acordo com o coordenador de Zoonoses, Pedro Teider, os primeiros casos foram registrados na cidade há pouco mais de dois anos, desde então, foram aumentando até estarem presentes em diferentes bairros da cidade. “O município de Tibagi está vivenciando uma situação de alerta para a dengue, assim como todo o estado do Paraná. Começamos a ter os primeiros casos em fevereiro de 2020 e, de lá para cá não parou de aumentar. Começou no bairro São José, mas se espalhou por toda sede, outros bairros também têm o mosquito, mas não têm circulação do vírus. A concentração agora ocorre na sede”, explicou.

Segundo explicou Teider, o município vem intensificando ações para combater os focos da dengue. Ele destacou a importância de a população fazer sua parte, eliminando possíveis criadouros do mosquito Aedes aegypti, que é transmissor do vírus. “Desde o início desse ano vem se intensificando ações para o combate e prevenção. Nesse momento precisamos da colaboração da população para combater o mosquito, os esforços têm que ser redobrados, não podemos esquecer dos cuidados básicos, até porque infelizmente a região de Tibagi é propícia para a proliferação do Aedes, é uma cidade quente com a ocorrência de pancadas de chuva no verão, o que faz com que haja acúmulo de água nesse período”, ressaltou.

O coordenador explicou que a circulação do mosquito na cidade já havia sido identificada anteriormente, porém, ainda não é conhecida a origem da chegada do vírus. “Já temos o mosquito circulando há certo tempo no município, mas não tínhamos a circulação do vírus. Ainda não se sabe ao certo como o vírus chegou, mas existem algumas hipóteses: alguém pode ter viajado para área endêmica e trazido o vírus, posteriormente infectando um mosquito, assim como o mosquito infectado pode ter vindo através de cargas. A partir do momento que você tem o mosquito infectado, começa a circulação da doença”, finaliza.

Situação de emergência

Devido ao aumento no número de casos, o prefeito de Tibagi, Artur Butina, decretou nesta quinta-feira (28) situação de emergência em todo o município para o combate à dengue. A medida é válida por 90 dias e pode ser prorrogada por igual período.

Segundo o decreto nº 534/2022, a Secretaria de Saúde de Tibagi fica autorizada a requisitar pessoal e equipamentos dos diversos departamentos e setores da Prefeitura Municipal, ou de proprietários e entidades privadas, na missão de combate aos focos da dengue.

Além disso, a Secretaria de Saúde poderá realizar a contratação temporária de pessoal e serviços pelo prazo do decreto para atendimento emergencial do programa de combate à dengue.

Fotos: João Pedro Agostinho & Giovagner Pires/ASCOM Pref. Tibagi

Relembre: Prefeito de Tibagi decreta situação de emergência por conta da dengue

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.