AMCG: Prefeitos aderem ao Programa Cidades Sustentáveis

AMCG: Prefeitos aderem ao Programa Cidades Sustentáveis

Da Assessoria

Os prefeitos da Associação dos Municípios dos Campos Gerais (AMCG) assinaram na manhã de sexta-feira (18) carta de compromisso executivo do Programa Cidades Sustentáveis. Durante reunião ordinária da entidade no município de Castro, integrantes do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social do Governo do Estado do Paraná (Cedes), da Secretaria de Desenvolvimento Urbano do Governo do Estado do Paraná (SEDU/Paranacidade), da Associação dos Municípios do Paraná (AMP), do Programa Cidades Sustentáveis (PCS) e da Frente Nacional de Prefeitos (FNP) estiveram apresentando as “Estratégias para o desenvolvimento local sustentável das cidades do Paraná” aos municípios.

Com a adesão, os prefeitos se comprometem a fomentar a implementação em nível local dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), das Nações Unidas.

Os 17 ODS fazem parte da agenda 2030 da ONU. “Todos os municípios da AMCG já apoiam essa agenda”, contou o ponto focal da Sedu, Geraldo Luiz Farias, que realizou a apresentação da Estratégia “Paraná de Olho nos ODS” durante reunião ordinária. Conforme Farias, as ferramentas disponibilizadas com os indicadores dos ODS, podem auxiliar na tomada de decisão dos gestores ao identificar oportunidades e fragilidades dos municípios.

Diretor geral da Superintendência de Desenvolvimento Econômico e Social, Luiz Mascarenhas, destacou a importância da parceria firmada. “Com as ferramentas de apoio disponibilizadas e o levantamento de dados, os gestores podem fazer mais”, explica.

Para a assessora de projetos da FNP, Miriam Salete Barreto, o poder público pode gerar transformações com essas novas ferramentas e metodologias oferecidas com o Programa. “Os desafios dos prefeitos são inúmeros. Mas podemos transformar a agenda global 2030 na realidade local”, acredita.
O Programa Cidades Sustentáveis foi apresentado pela sua coordenadora Zuleica Goulart. Conforme ela, os próximos passos após a assinatura do compromisso serão as capacitações dos gestores. “Os municípios terão acesso à diversas ferramentas e metodologias para a implementação dos ODS, apoio técnico, acesso à Plataforma do Programa Cidades Sustentáveis, além do apoio técnico a um planejamento urbano integrado e inclusivo”, esclarece, citando como benefícios maior previsibilidade, redução de desperdícios, ganhos de produtividade e economia para a administração pública.

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.