Viagens espaciais, Novos caminhos da humanidade

Viagens espaciais, Novos caminhos da humanidade

A longa caminhada do ser humano no universo começou quando o primeiro homem ergueu os olhos para o céu, há milhões de anos, pra ver a Lua e as estrelas, no mundo distante. Com a criação da luneta, do telescópio, e os estudos dos astrônomos e matemáticos, já previam a viagem ao espaço depois de dominar a arte do voo. Galileu descobriu que um objeto em movimento no espaço cósmico, continua sua trajetória eternamente, desde que forças externas não atuem sobre ele (inércia). Propriedade mais tarde usada em nave espacial, depois de receberem impulso para escapar do Planeta Terra. Esta propriedade gera economia de combustível dos foguetes interplanetários, que utilizam a energia do Sol. Teoricamente estava construído o caminho das viagens interplanetárias. Há centenas de anos, os foguetes eram fogos de artifícios e de curiosidade. Mais tarde se tornaram maiores, mais velozes e podiam subir mais alto e atingirem as nuvens. No auge desta época de fantasia e aventura, surge na Alemanha a Sociedade para Viagens Espaciais. Neste grupo estava um dos nomes famosos pelo talento, Wernher Van Braun, que “pensava em viagens espaciais, não em armas, quando vendeu a idéia da V-2 a Hitler”, que transformou os foguetes em armas de guerra mortífera, da Segunda Guerra Mundial, degenerando o sonho do voo espacial.

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.