Polícia Civil em Sengés cumpre mandado de prisão preventiva contra suspeito de sequestro e homicídio

Polícia Civil em Sengés cumpre mandado de prisão preventiva contra suspeito de sequestro e homicídio

Da Assessoria*

Sengés – Polícia Civil deu cumprimento a mandado de prisão preventiva expedido contra um homem de 45 anos, suspeito de ter cometido crime brutal a outro, de 53, no distrito de Ouro Verde, município de Sengés, distante 50 quilômetros da zona urbana.

Por volta das 22 horas do dia 26 de maio, após discussão com a ex-namorada de 19 anos e de ter na sequência atirado contra familiares da moça, com uso de dois revólveres – disparou uma vez contra a mãe da ex-namorada, o qual o tiro não foi certeiro, e cinco vezes contra o irmão da ex-namorada, que só não foi atingido por ter se escondido atrás de carros em um terreno ao lado da casa -, o suspeito levou mediante grave ameaça a vítima Alzemiro de Melo, pai da jovem, para o veículo que estava estacionado em frente a residência dos familiares da vítima.
O suspeito teria colocado Azemiro no carro, trancado a porta para que a vítima não saísse, e saído em disparada.
A Polícia Militar teria sido acionada, dirigido até o distrito de Ouro Verde, onde os fatos ocorreram, porém, o miliciano voltou para a cidade na madrugada, antes que o pai fosse encontrado.
Por volta das 9 horas do dia seguinte, após intensas procuras realizadas pela própria família, o corpo de Alzemiro foi achado numa plantação de pinus, a três quilômetros do distrito de Ouro Verde, com 14 perfurações a faca.

Várias diligências foram realizadas pela Polícia Militar e pela Polícia Civil, para capturar o suspeito, mas o mesmo se escondera, armado, em matagais.

A ex-namorada do suspeito, em depoimento, relatou que o autor teria agido por vingança, em virtude do término do namoro por parte dela, quando teria descoberto que o suspeito ainda estaria casado.

Já o suspeito, após preso, alegou em interrogatório que agiu em legítima defesa.

O distrito de Ouro Verde, que possui cerca de mil habitantes, não tem posto da Polícia Militar nem Civil, e só no ano de 2024 já totaliza três homicídios qualificados, consumados.

O suspeito recebeu voz de prisão e foi encaminhado ao Depen, onde está à disposição da Justiça

*Com 13ª SDP

Redação Página 1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.
× Fale com o P1 News!