Polícia Civil de Castro prende nessa manhã único suspeito da morte de frentista

Polícia Civil de Castro prende nessa manhã único suspeito da morte de frentista

*Sandro Adriano Carrilho

Exatamente uma semana após a morte do frentista Nilton Rosaldo de Mattos, 46 anos, com um tiro na cabeça, foi preso na madrugada dessa sexta-feira (23) o único suspeito do crime. Mesmo a polícia não identificado para o Portal P1 News quem seria o preso, foi apurado tratar-se de Cláudio Batata, 49 anos, apontado por testemunhas como sendo o possível autor do disparo que tirou a vida de Nilton quando jogava bilhar na sua lanchonete / bar, na Vila Jeová.

Após a morte

Logo após a morte de Nilton, foi instaurado Inquérito Policial para a apuração dos fatos e após a oitiva de testemunhas o delegado de Polícia de Castro, Lucas Mariano Mendes, representou ao Judiciário pela prisão preventiva do investigado pela prática do crime de homicídio qualificado. Em posse do mandado de prisão, os investigadores de Polícia, Ricardo e Pedro, localizaram e prenderam o suspeito no Bairro Arapongas, na cidade de Castro. A atuação contou com equipe da Guarda Municipal que permaneceu nas imediações para dar apoio.

O detido foi capturado, conduzido e apresentado na Cadeia Pública de Castro, onde permanece à disposição da Justiça.

Dia seguinte ao crime

Segundo áudio recebido pela reportagem do portal P1 News, no sábado (17), um homem teria ido até o Cantinho do Lanche e pedido cigarro, nesse mesmo tempo, do lado de dentro, o frentista Nilton, do Posto de Combustíveis Caramuru, jogava bilhar com um rapaz. A mulher de Nilton disse ao homem, identificado mais tarde como sendo Cláudio Batata, que não vendia e ele foi ver.

Na sequência dos fatos, o homem sacou a arma e atingiu a cabeça de sua vítima na presença da esposa e outras pessoas. Nilton caiu morto com o taco na mão. O rapaz que jogava bilhar com Nilton teria dito, diante da recusa do atirador de deixar o local, pois ele ameaçava dar mais tiros, que fosse embora, que já tinha conseguido o que queria, e que havia criança no local.

O assassino empreendeu fuga e as polícias Civil, Militar e Siate foram acionados.
Na ocasião, a reportagem também teve acesso a outro áudio, do irmão da vítima, logo após a morte, que dizia “mataram meu irmão, deram um tiro na cabeça dele, uns vagabundos. Cláudio Batata e mais uma galera, entraram no bar dele, no estabelecimento dele, e deram um tiro na cabeça”.

Motivo

A motivação do crime ainda será apurada no decorrer da investigação, mas acredita-se em vingança, pelo fato do filho de Cláudio Batata ter sido preso na quinta-feira (15) e por Nilton ter sido apontado como o autor da denúncia, o que não foi confirmado.

Sepultamento

Após ser velado na Funerária Castro, o sepultamento de Nilton Rosaldo de Mattos ocorreu no Cemitério Nossa Senhora do Rosário, no domingo (18), às 8 horas.
Nilton deixou três filhos, com idades de 24, 22 e 18 anos.

*Com Informaçoes da Polícia Civil do Paraná (PCP), Castro.

Imagem principal: Polícia Civil de Castro.

Imagem da vítima: redes sociais.

Nilton foi morto com tiro na cabeça

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.