Casal suspeito de abusar sexualmente de criança é preso em flagrante em Castro

Casal suspeito de abusar sexualmente de criança é preso em flagrante em Castro

Da Assessoria

Segundo investigação da Polícia Civil em Castro, idoso de 73 anos estaria abusado sexualmente de sua enteada de 9 anos, em frente de sua filha de 6 anos.
A investigação apontou ainda que tais abusos seriam de conhecimento da mãe das crianças, de 24 anos, que obrigava as mesmas a manterem o silêncio em relação a relação sexual.
O idoso, que é pai da menor de 6 anos e padrasto da de 9 anos, aproveitava o fato de sua enteada possuir disfunção neurocomportamental para, em tese, praticar os abusos sexuais, muitas vezes na presença da filha.
O último abuso teria ocorrido na manhã deste dia 26, no Bairro Canta Galo, quando o idoso, após deixar sua esposa no trabalho, teria trancado sua filha em seu veículo para então, já no imóvel, cometer os abusos contra sua enteada.
Durante a violência sexual, quando a criança gritava de dor, o investigado desferia golpes de cinto nela para que os vizinhos pensassem que o padrasto a estava “educando”, pois as crianças, segundo ele, seriam bagunceiras.
Após o acionamento do Conselho Tutelar, a coleta dos elementos de provas e o encaminhamento das crianças para exame médico, os policiais deram voz de prisão ao casal, que foram autuados em flagrante pelo crime de estupro de vulnerável e posteriormente escoltados até a Cadeia Pública de Castro, onde permaneceram à disposição do judiciário.
As crianças foram abrigadas em local seguro e permanecem acompanhadas por equipe multidisciplinar.

Denúncias

A PCPR solicita a colaboração da população com informações que auxiliem no andamento das investigações. As denúncias podem ser feitas de forma anônima, pelos números 197 da PCPR ou 181 do Disque-Denúncia ou ainda pelo (42) 3232-2379, diretamente à equipe de investigação.

Redação Página 1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.
× Fale com o P1 News!