Bombeiros usam três equipes no combate ao incêndio na loja Lins Materiais de Construção

Bombeiros usam três equipes no combate ao incêndio na loja Lins Materiais de Construção

Sandro Adriano Carrilho

Nove bombeiros do 2° GB, sob o comando do tenente Ribeiro, tiveram muito trabalho no combate ao incêndio na Lins Materiais de Construção, bairro Araucária, no início da tarde deste domingo (30).
O fogo que se propagou rapidamente, devido a existência de muitos produtos inflamáveis, pode ter começado pelos fundos do estabelecimento.

Nao há informações se a causa teria sido um curto circuito na instalação elétrica; quanto a vítimas, um bombeiro inalou fumaça foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), de Castro, e posteriormente liberado.

Como praticamente todo o material da loja é suscetível ao fogo, nada pode ser salvo no piso inferior, quanto ao piso superior, as chamas atingiram parcialmente.

Populares

Assim que se depararam com as chamas na loja e antes da chegada dos bombeiros, populares tentaram combater o fogo utilizando-se de mangueiras, e ajudaram na retirada de produtos localizados no pátio, lado de fora da empresa.

Devido a proximidade das casas e a existência de um tanque de óleo diesel, bombeiros do 2° GB de Uvaranas, da cidade de Ponta Grossa, foram acionados para dar apoio caso as chamas tomassem as residências ao lado. Um caminhão pipa da prefeitura de Castro e outro da Sanepar, foram empregados no reabastecimento dos caminhões Auto Bomba Tanque (ABT) dos bombeiros.

Áudio

Um áudio do proprietário da loja, Sandro Lins, que correu os grupos de Whatsapp, mostrou, em prantos, o desespero de quem perdeu sua empresa pelas chamas: “cara do céu, você não tem noção do prejuízo, destruiu tudo, tudo, tudo. Nós temos mais de vinte funcionários que trabalham conosco. Não é só o prejuízo, é as famílias que ficarão desamparadas”.

Cinco incêndios

Tenente Ribeiro destacou que de sexta-feira até domingo foram cinco incêndios em Castro. No caso da Lins, pela situação de moradias próximas, foram empregados aproximadamente 30 mil litros de água e efetivo de nove homens, alguns deslocados de seu descanso para entrarem em ação. Inclusive, continua o tenente, a dificuldade pela falta de efetivo em ações dessa natureza, será informada ao comando superior.

“Hoje o quartel de bombeiros de Castro, pela sua importância, possui efetivo de 19 e o ideal deveria ser 34, lembrando que deste total, existem os que estão de férias, os afastados por questões médicas, e os que exercem atividades administrativas”, afirmou o tenente.

Crédito: imagens e vídeos das redes sociais e áudio dos grupos de Whatsapp

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.