Avô preso por suspeita de engravidar neta também é acusado pelo abuso de outras duas crianças

Avô preso por suspeita de engravidar neta também é acusado pelo abuso de outras duas crianças

*Da redação

Ponta Grossa – Novos desdobramentos da investigação que resultaram na prisão do avô, suspeito de engravidar sua neta de 11 anos, em Ponta Grossa, foram divulgados nesta terça-feira (13), pelo Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (NUCRIA).

De acordo com a delegada do Nucria, Ana Paula Cunha Carvalho, após a prisão do homem de 58 anos no dia 23 de março, outras duas novas vítimas, um casal de irmãos de 12 e 8 anos, também netos do investigado, relataram abusos sofridos quando em visitas a casa do avô. Além do crime de estupro de vulnerável, o mesmo responde ainda outro inquérito policial, tendo como vítima outra neta de 9 anos pelo crime de importunação sexual.

Segundo a delegada, agora já são quatro as vítimas do abusador, que irá responder por mais dois crimes de estupro de vulnerável divulgados nesta terça-feira (13). Atualmente o indivíduo se encontra preso no presídio Hildebrando de Souza.

Relembre o caso

No dia 23 de março, a Polícia Civil através do Nucria-Ponta Grossa cumpriu mandado de prisão expedido contra o homem de 58 anos, que teria abusado sexualmente de sua neta de 11 anos, e que resultou na gravidez da criança.

Os fatos teriam ocorrido em agosto, quando a vítima estava visitando o avô, em Ponta Grossa, porém a família da vítima tomou conhecimento do ocorrido somente após perceber alterações físicas no corpo da criança, a qual já se encontrava na décima nona semana de gestação.

A criança foi ouvida na delegacia de polícia de Balneário Camboriú, onde reside, tendo sido autorizado o aborto legal. Diante dos fatos, a delegada Ana Paula representou pela prisão preventiva do avô da vítima.

*Com Assessoria

Foto: Divulgação / Polícia Civil

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.