Agricultor morre oito dias após ter sua perna amputada em acidente de moto

Agricultor morre oito dias após ter sua perna amputada em acidente de moto

Sandro Adriano Carrilho

O Abapan está em luto com a morte do agricultor Sérgio José Machado de Medeiro, de 36 anos. Ele faleceu às 17h15 deste sábado (3), na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Bom Jesus, em Ponta Grossa. O seu quadro já era considerado gravíssimo quando deu entrada na unidade hospitalar, apresentando fraturas múltiplas pelo corpo, a perna esquerda amputada na altura acima do joelho e muita perda de sangue.

Em entrevista ao Página Um News, na noite do acidente, sargento Banks, do 2° GB de Castro, relatou que quando o socorro chegou na noite de sexta-feira (26), data do acidente, o piloto da motocicleta encontrava-se caído no meio da via, desorientado, apresentando fratura de rádio e ulna, além da amputação de membro inferior (coxa) esquerdo. Na ocasião, existia a informação que três dedos da mão esquerda também haviam sido seccionados, o que foi descartado posteriormente.

A queda da moto que vitimou Sérgio, aconteceu perto das 20h47, no km 119, 200 metros antes do Cruzo, região do Abapan. Perguntado pela reportagem se devido a gravidade dos ferimentos, um segundo veículo poderia ter se envolvido e fugido, ou até mesmo o piloto batido em algum lugar, Banks afirmou que não haviam marcas de freadas na pista e que o local não possuia iluminação. “Ninguém soube precisar se as amputações ocorreram com a queda, ou ele foi atropelado por um segundo veículo”, explicou o sargento, na ocasião.
O acidente classificado como código 3, conforme classificou o bombeiro, “refere-se a lesões graves com risco de morte”.

Encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), de Castro, o motociclista foi encaminhado para o Hospital Bom Jesus, de Ponta Grossa.
Quanto a motocicleta, ela foi recolhida pelo cabo Maurício, da Polícia Rodoviária Estadual.

Sepultamento

Previsto para ser sepultado às 8 horas da manhã deste domingo (4), no Cemitério do Abapan, o corpo está sendo velado desde a noite de sábado e continua na madrugada de domingo na Fazenda Butiá, da família.

Foto: Reprodução / Rede Social

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.