Meu livro prometia! Mas decidi. Serei justo e neutro!

Meu novo livro está pronto! A editora “pensa em traduzir ele para mais de 27 idiomas, alegam que será útil até para as próximas gerações! Como parece que estão voltando pandemias, máscaras, testes para infectados e vetos contra decisões presidenciais, preciso revisar os temas que estiveram em pauta a partir de 2018, que tratavam desde “ desarmamento pessoal para pessoas “comuns” até “uso político de militantes nas Universidades Públicas e CPIS”. Agora existem novos fatos! Com o capítulo das Fake-News e o que relativiza a palavra DEMOCRACIA de acordo com “Elementos “Judiciais Ativos e Modernos” concluído, estou de olho no debate que expôs “a Guerra Cultural que Bolsonaristas podem ter inventado”! Como pipocam ideias maliciosas sobre a aprovação dos Recursos Artísticos e Culturais em pleno período pré-eleitoral, serei justo e neutro, vou modificar alguns parágrafos, especialmente um deles, pois devo ter me enganado, quando transcrevi a notícia de que “o governo liberou milhões, nos últimos anos, para empresas ligadas a pessoas inabilitadas, “segundo a auditoria da Controladoria-Geral da União”. Meu livro pode “contaminar as eleições”? Deus me livre! Melhor adiar o lançamento!

Redação Página 1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.