Ignorem a Epidemia das batalhas desiguais!

Ignorem a Epidemia das batalhas desiguais!

Médicos, Enfermeiros e Auxiliares estão constantemente na linha de frente contra o COVID-19, diretamente expostos ao contágio e com esgotamento pelos longos turnos de trabalho. Já tivemos registros de mortes e superações envolvendo esses especiais combatentes. As melhores histórias que leio vem de outros Países, elas exaltam a luta inglória dos que ficam horas a fio com equipamentos de proteção que causam marcas e hematomas, mas atestam o trabalho significativo dos que “saíram de casa para uma guerra invisível em Hospitais e Postos de Saúde e correm o risco de voltar e transmitir a doença para a família.” Aqui, a imprensa, em todos os níveis, nos assusta diariamente com o elevado número de mortes diárias em todos os canais. As notícias estão sendo apimentadas por problemas com leitos, respiradores, cilindros de oxigênio e demora nas vacinações. Se direcionam sempre ao atual Governo. Agora, já assistimos notícias alarmantes que questionam os papéis fundamentais de profissionais da saúde, sejam eles com pacientes, com vacinas e até mesmo com desvios de finalidade. Casos pontuais recentes mas comuns foram fartamente explorados negativamente pela mídia. Tal ignorância pode ser absorvida pela população, impaciente até com os rumos dos Isolamentos. Ao meu ver, há no Brasil, outras batalhas desiguais pouco avaliadas. Uma delas, que permitiu o acesso às mensagens que foram “hackeadas da falida Lava Jato”, deve considerar que os diálogos da Operação com o ex-ministro Sergio Moro foram ilegais. Os processos contra o ex-Presidente Lula podem ser anulados e o Brasil das Epidemias Políticas volta a uma confusão que parecia superada. Em quais verdades devemos acreditar?

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.