Professores decidem seguir com negociações por piso nacional do magistério

Professores decidem seguir com negociações por piso nacional do magistério

Emerson Teixeira
Especial P1News

Carambeí – Não foi dessa vez que a prefeita Elisangela Pedroso teve que encarar um movimento de greve. Em torno de 50 professores participaram da assembleia geral extraordinária, convocada pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Carambeí (Sindiserv), realizada no início da noite desta quinta-feira (26), no salão plenário da Câmara Municipal, e decidiram seguir com as negociações com a Prefeitura Municipal em torno do reajuste de 33,24%, mesmo percentual de aumento do piso nacional do magistério.

Estava prevista na pauta a possibilidade da categoria iniciar o movimento de greve que foi descartada e a decisão foi prosseguir com as negociações e realizar um movimento silencioso de protestos a partir de segunda-feira (30), com a categoria esclarecendo aos pais e a população os motivos da reivindicação do reajuste aos professores.

A prefeita Elisangela Pedroso já havia anunciado numa reunião realizada no dia 29 de abril, com o presidente do Sindiserv, Julio Horn, e uma comissão de professores que estava descartada a possibilidade de conceder o reajuste na porcentagem do piso nacional e que precisariam aguardar até o mês de agosto para uma nova conversa.

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.