Com R$ 13,7 milhões, Estado vai erguer nova sede da Polícia Científica em Ponta Grossa

Com R$ 13,7 milhões, Estado vai erguer nova sede da Polícia Científica em Ponta Grossa

AEN

Ponta Grossa – Uma demanda antiga da comunidade de Ponta Grossa vai ganhar solução definitiva. O governador Carlos Massa Ratinho Junior assinou nesta segunda-feira (30), em visita à cidade dos Campos Gerais, o convênio para a construção da sede da Polícia Científica (Instituto de Criminalística e Instituto Médico Legal) e de um Centro de Anatomia para aulas e pesquisas desenvolvidas nos cursos da área da saúde da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). Ele também anunciou o repasse de R$ 14,7 milhões para a pavimentação de vias urbanas.

A estrutura será erguida no Câmpus Uvaranas, com investimento do Governo do Estado de R$ 13.792.084,61 e prazo de execução de 18 meses.

“É uma área muito importante para o Estado, e com um projeto inovador. Pela primeira vez teremos um IML dentro de uma universidade. São quase R$ 14 milhões para investimento em um prédio supermoderno, que além do serviço de medicina legal vai ajudar na formação de profissionais”, destacou o governador.

Ratinho Junior lembrou que a nova edificação vai melhorar consideravelmente as condições de trabalho para Polícia Científica no município. “É um acerto com o passado, resolvendo o que era um problema crônico da cidade. Resolvemos de vez a situação da Polícia Científica de Ponta Grossa e região”, afirmou.

“Ter um IML em condições de atender a população era um dos grandes sonhos de Ponta Grossa”, completou a prefeita do município, Elizabeth Schmidt.

Desde agosto de 2018, as necrópsias e exames vinham sendo realizados em um espaço provisório, em anexo ao Hospital Universitário Regional dos Campos Gerais. A estrutura foi erguida porque o prédio-sede, no bairro Nova Rússia, havia sido interditado para a realização de obras em um muro que ameaçava cair. Em 2020, uma empresa foi contratada, via licitação, fez a demolição do muro e ajustes no terreno. Agora, o antigo espaço no bairro Nova Rússia vai dar lugar a um complexo moderno, capaz de unificar todas as atividades da Polícia Científica.

“Essa era uma demanda antiga da cidade de Ponta Grossa que nós estamos resolvendo de uma maneira inovadora, integrando a Polícia Científica e a medicina legal ao Câmpus da UEPG. Isso vai dar mais agilidade ao trabalho e quem ganha com isso é a sociedade de Ponta Grossa”, ressaltou o secretário de Estado da Segurança Pública, Wagner Mesquita.

“É um momento de alegria estar aqui para resolver duas grandes demandas. Uma delas gigante, histórica, que é a sede do IML e da Polícia Científica de Ponta Grossa. A outra é conciliar isso com a universidade através do Centro de Anatomia. A orientação do governador Ratinho Junior é para que haja colaboração entre os órgãos públicos para atender da melhor maneira possível a população. Esse é o Estado que trabalha e cuida”, acrescentou o superintendente-geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Aldo Bona.

“É uma conquista histórica que vai ao encontro da filosofia da universidade, que é derrubar os muros e se aproximar da comunidade”, destacou o reitor da UEPG, Miguel Sanches Neto.

Projeto

A nova edificação terá dois pavimentos, totalizando 2.818,49 metros quadrados. O térreo contará com uma área total de 2.658,60 metros quadrados e abrigará a unidade de Polícia Científica e o Centro de Anatomia da UEPG. Já o pavimento superior, com 161,89 metros quadrados, será de uso compartilhado.

A estrutura será composta por áreas de atendimento ao público, salas administrativas, protocolo e custódia de vestígios, consultórios, salas de exames, salas de necrópsia, câmara fria, alojamentos e convivência, e salas de apoio técnico. O Centro de Anatomia terá salas de aula, auditório, refeitório, salas administrativas e salas de apoio técnico.

“Não é só um avanço na questão arquitetônica, predial, mas um avanço de conceito, com a medicina legal integrada à academia. A estrutura permitirá a chegada de novos equipamentos que ainda não existem em Ponta Grossa. Agora, além de fazer perícia, vamos fazer ciência”, comentou o diretor-geral do Instituto Médico Legal do Paraná (IML-PR), André Ribeiro Langowski.

Presenças

Participaram do evento os secretários estaduais Fernando Furiatti (Infraestrutura e Logística), Augustinho Zucchi (Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas) e César Neves (Saúde); o deputado federal Sandro Alex; o deputado estadual Rodrigo Estacho; o vice-prefeito de Ponta Grossa, Saulo Hladyszwski; o presidente da Câmara Municipal, Daniel Fraccaro; o diretor-geral da Polícia Científica, Luiz Grochocki; além de lideranças políticas e empresariais da região.

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.