Estado, Sanepar e Itaipu garantem investimento de R$ 84,6 milhões em saneamento e segurança hídrica

Estado, Sanepar e Itaipu garantem investimento de R$ 84,6 milhões em saneamento e segurança hídrica

AEN

O Governo do Estado e a Sanepar, em parceria com a Itaipu Binacional e o Parque Tecnológico Itaipu (PTI-BR), vão aplicar R$ 84,6 milhões em projetos de segurança hídrica e saneamento ambiental. Os dois convênios, sacramentados em dezembro, vão beneficiar doze municípios. O acordo foi oficializado nesta quinta-feira (13) com as assinaturas dos termos de cooperação pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior e pelo diretor-geral brasileiro de Itaipu, general João Francisco Ferreira. A cerimônia ocorreu no Palácio Iguaçu.

“Esses convênios são mais uma demonstração da grande parceria em andamento entre a Itaipu e o Estado do Paraná. Permite o avanço em áreas tão importantes e sensíveis como o saneamento básico e os cuidados com o meio ambiente. Esse desenvolvimento sustentável é o que buscamos como prioridade dentro do Governo do Estado”, destacou Ratinho Junior.

O governador lembrou que o Paraná convive há mais de um ano com uma severa crise hídrica devido à escassez de chuvas, especialmente na região de Curitiba, o que resultou na implantação de um decreto de emergência por parte do Estado. De acordo com a Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar), as barragens que abastecem a Capital operam atualmente com um volume de 54,32% – o índice considerado ideal é superior a 80%.

“O desafio é imenso, o que torna a realização desses convênios ainda mais importantes. Precisamos cuidar da água e das nossas nascentes. A Sanepar já investiu mais de R$ 1 bilhão para que não falte água no Paraná”, explicou Ratinho Junior. “Estamos atentos e seguimos pedindo a colaboração das pessoas para praticar o uso racional da água”.

Ações

O primeiro convênio formalizado nesta quinta-feira (13), “Cooperação Técnica para Gestão de Recursos Hídricos e Segurança Hídrica”, prevê investimentos de R$ 10,2 milhões para a implantação de uma plataforma de compartilhamento de dados sobre a Bacia do Paraná 3 (BP3), que abastece o reservatório de Itaipu, na Região Oeste.

Também serão elaborados Planos de Segurança da Água para os sistemas de abastecimento de seis municípios: Umuarama, Goioerê e Palotina, na Bacia do Rio Piquiri, e Paranavaí, Cianorte e Paraíso do Norte, na Bacia do Rio Ivaí. O prazo de execução desta ação é de três anos.

No segundo convênio, “Cooperação Técnica para Implementação de Sistemas Sustentáveis de Esgotamento Sanitário”, serão destinados R$ 74,4 milhões para implantação ou melhoria no saneamento urbano em outras seis cidades da sub-bacia do Rio Ocoí, também no Oeste.

Ramilândia, Missal e Serranópolis do Iguaçu, que hoje não tem têm tratamento de esgoto, passarão a atender 100% da população urbana com o serviço. Já Santa Helena, Medianeira e Itaipulândia serão beneficiados com a ampliação e modernização dos sistemas de coleta e tratamento já existentes. O prazo de execução é de seis anos.

“O cuidado com a água é um interesse comum que une o Estado e a Itaipu. É a nossa fonte de energia, algo fundamental para a vida. Quanto melhor for a condição da água, maior será a produtividade da usina e melhor será para o meio ambiente”, disse o general João Francisco Ferreira.

Divisão

Do investimento total de R$ 84.609.811,44, cerca de 60% serão custeados pela Sanepar (R$ 50.180.168,76). Itaipu Binacional destinará mais R$ 33.817.521,33. O restante, no valor de R$ 612.121,35, ficará a cargo do Parque Tecnológico Itaipu (PTI).

“Essas obras significam mais qualidade de vida à população do Paraná. A qualidade da água ficará ainda melhor, o que significa também um cuidado preventivo com a saúde da população”, ressaltou o presidente da Sanepar, Claudio Stabile.

Presenças

Participaram da cerimônia o vice-governador Darci Piana; o deputado federal Luizão Goulart; o deputado estadual Gugu Bueno; o diretor superintendente do PTI-BR, general Eduardo Garrido; o diretor de coordenação da Itaipu, general Luiz Felipe Carbonell; a chefe do Parque Nacional do Iguaçu, Cibele Munhoz Amato; e, de forma online, o diretor de Meio Ambiente e Ação Social da Sanepar, Julio Gonchorosky, além dos prefeitos dos municípios beneficiados.

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.