Escola Mariana Garcez promove dia de conscientização sobre o autismo

Escola Mariana Garcez promove dia de conscientização sobre o autismo

Luana Dias

No último sábado (2) foi celebrado o Dia Mundial de Conscientização do Autismo. A data foi instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 2007, e a cada ano vem sendo mais difundida dentro de escolas e organizações. Em Castro, por exemplo, a Escola Municipal Professora Mariana Garcez Duarte, que possui atualmente seis autistas matriculados, realizou ações específicas para trabalhar conteúdos alusivos com os pequenos, na sexta-feira (1º).

Seguindo o tema da Campanha Nacional “Lugar de Autista é em Todo Lugar”, e com o intuito de ampliar o debate sobre o Transtorno do Espectro Autista (TEA), a Escola promoveu a Sessão Cinema Azul, com quatro apresentações no período matutino e três no período vespertino, e exibição de filmes às turmas de 1º ao 5º ano. A primeira animação exibida foi “André e o autismo”, que fala do personagem autista da Turma da Mônica, criado para introduzir os aspectos do TEA, no universo da Turma da Mônica. A produção objetiva justamente levar mais informações sobre o autismo para as pessoas de forma lúdica e simples. “Foi uma excelente oportunidade das crianças que ainda não conhecem o personagem André aprenderem sobre diversidade e inclusão social”, disse a professora Dáfini Andrade.

A segunda animação “Autismo: coisas fantásticas acontecem” explica com empatia e de forma lúdica o que é o Transtorno do Espectro Autista e como funciona a mente destas crianças. Com linguagem positiva, a animação mostra quais são as principais características de pessoas com autismo.

As ações, realizadas em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, tiveram como objetivo estimular o desenvolvimento humano, a inclusão social, o incentivo à leitura, e o respeito entre as diferenças para a formação integral de cidadãos conscientes e conhecedores de seus direitos. Tudo isso, através de uma linguagem clara e lúdica, conforme explicaram as professoras.

“A inclusão das crianças com necessidades especiais na comunidade escolar é importante para que elas desenvolvam ao máximo as suas habilidades e competências, esse é o nosso objetivo”, explicou a diretora da escola, Vivian Katzenwadel.

Segundo a coordenadora pedagógica, Ariane Schislowiscz, a programação planejada para a comemoração da data buscou sensibilizar o olhar dos alunos e de toda a equipe para uma prática sistematicamente inclusiva. “Porque o autista não é só da professora da turma, da família ou da educação especial, ele é de todos nós. Entendemos que estudar e aprofundar nossos conhecimentos sobre o TEA para educar com competência e amor é um compromisso de todos os profissionais que atuam na escola. A data de hoje é alusiva, mas em nossa escola, cotidianamente discutimos estratégias facilitadoras sobre recursos pedagógicos, visuais e de intervenção para que se garanta a igualdade de oportunidade de aprendizagem dessas crianças”, destacou.

Além da exibição da sessão Cinema Azul, os alunos produziram cartazes, desenhos e textos abordando a temática, assim como teve turmas que produziram cartinhas para os amigos especiais. “Um dia memorável na vida de todos nós, especialmente de nossos artistas autistas, como se intitulou hoje um deles”, destacou a coordenadora.

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.