Número de cães nas ruas aumenta enquanto Castramóvel e obra do canil estão estacionados

Número de cães nas ruas aumenta enquanto Castramóvel e obra do canil estão estacionados

Luana Dias

A população canina nas ruas de Castro, algo que há muitos anos incomoda moradores, expõe animais e transeuntes ao risco e confirma a falta de política pública e de comprometimento com o assunto, só vem aumentando. O problema está presente em praticamente todos os bairros da cidade, e com frequência são registrados acidentes de trânsito envolvendo cães, animais machucados e abandonados, ninhadas de filhotes que dependem da solidariedade de voluntários e do trabalho das ONGs para sobreviverem, e até pessoas sendo atacadas por cães que nunca foram vacinados.

A situação sempre gerou muitos questionamentos entre a população do município, que também vem criticando a demora para conclusão na obra do canil municipal, cuja autorização para início ocorreu em julho de 2020, com previsão de execução e término em seis meses, conforme o site da própria prefeitura. Também é alvo dos questionamentos o fato de o Castramóvel, recebido pelo município há cerca de dois anos, nunca ter sido colocado em funcionamento. O veículo, que deveria circular pelos bairros da cidade fazendo a castração de animais pertencentes a tutores em situação de vulnerabilidade e de baixa renda, está parado na Secretaria de Obras da prefeitura, e nunca realizou se quer um atendimento em Castro.

Durante entrevista a um canal de TV da região, em matéria exibida em outubro de 2019, a secretária de Saúde do município, Maria Lidia Kravutschke afirmou que até no final do mesmo ano o Castramóvel estaria em funcionamento. Informação igual também foi anunciada durante uma audiência pública, realizada no mês de junho de 2019.

A reportagem não conseguiu conversar com ninguém da prefeitura sobre o andamento da obra do novo canil. Já sobre o Castramóvel, o médico veterinário responsável pelo Plano Integrado de Controle de Zoonoses, Paulo Henrique Gerytch, explicou que para o funcionamento é necessário a existência de um local de sustentação, com expurgo para esterilização de materiais, lavanderia, almoxarifado e ambiente adequado para possíveis intercorrências clínico-cirúrgicas. Ou seja, também depende da conclusão das obras do canil para que haja disponibilidade dessas estruturas físicas.

O veterinário também ressaltou que o Castramóvel não é necessariamente uma alternativa para a redução da população de cães de rua, já que esses animais devem ser castrados exclusivamente no canil, devido a necessidade de acompanhamento e medicações de pós operatório.

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.