Escola Dalila Ayres é contemplada com curso de robótica espacial para estudantes

Escola Dalila Ayres é contemplada com curso de robótica espacial para estudantes

Luana Dias

Ao longo dos próximos meses 25 estudantes, do 4º e 5º anos do Ensino Fundamental, da Escola Municipal Dalila Ayres, darão início ao curso sobre robótica espacial, cujo projeto piloto é resultado da parceria entre a Universidade de Brasília (UNB) e o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), com apoio técnico da Agência Espacial Brasileira. As aulas irão ocorrer na modalidade online, e o aprendizado será por meio de uma plataforma pedagógica interativa.

Selecionados pelo FNDE, os alunos participarão do projeto piloto chamado “Robótica Espacial”. Trata-se de uma iniciativa pedagógica da Universidade de Brasília e do próprio Fundo Nacional, por meio da qual os alunos estarão inseridos no curso de robótica espacial e aprenderão noções de física, matemática, ciências, engenharia mecânica, mecatrônica, elétrica e eletrônica.  “É um curso totalmente digital, de autoaprendizagem, gratuito e dentro de uma plataforma pedagógica. Os alunos participam de módulos/aulas que combinam a teoria e a prática da montagem, interligação, configuração e programação de um robô”, explica o professor Jean Carlos Silveira, coordenador do projeto na Escola.

Sobre o projeto

Professor Jean explica que a estrutura é a mesma de um game, que motiva e gera engajamento com os alunos, lançando desafios e pontuações. “É um jogo educativo, com simulações práticas de cada passo da aprendizagem”, destaca. Todas as aulas são ministradas com simulações realistas de como criar e montar um robô. Conforme lembra o educador, é a mesma forma de treinamento que recebem os pilotos de avião.

Aos alunos é dada a missão de construir um robô Rover Vehicle, que é inspirado no projeto Artemis, liderado pela NASA e do qual o Brasil faz parte.

Durante as atividades os estudantes também podem receber apoio da família. “Trata-se de um projeto inovador que busca estimular as habilidades tecnológicas dos nossos alunos”, ressalta Jean.

Durante as etapas do curso, os participantes ganham reforços didáticos, resumos simplificados, dicas práticas, testes e avaliação progressiva. Apesar da autonomia dos estudantes no aprendizado, o professor Jean dará toda orientação necessária para o desenvolvimento das atividades, além disso, eles também contam com suporte técnico, via WhatsApp, durante todo o período, e também recebem orientação da parceria responsável pelo projeto piloto na Escola.

A fase final do projeto está prevista para o mês de dezembro, quando a Escola Dalila receberá a visita da base móvel TECNOMOB, do Programa Robótica Espacial. Também terá a presença dos idealizadores do projeto, além de toda a equipe formada por engenheiros e técnicos da Agência Espacial Brasileira, envolvidos no projeto. “Os alunos terão a oportunidade de pôr em prática com componentes reais e de forma gratuita tudo o que aprenderam na plataforma, com muita diversão e aprendizado”, finaliza o professor.

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.