Dia das Mães tem resultado positivo

Dia das Mães tem resultado positivo

Luana Dias

O dia das mães movimentou o comércio castrense e o do Estado no final de semana, sobretudo, no sábado, véspera da data que é considerada por muitos como o segundo Natal do varejo brasileiro. Este ano, porém, assim como em 2020, muitos comerciantes, mesmo esperando alavancar as vendas, aguardavam receosos pelo segundo domingo de maio, afinal, o consumo das famílias ainda está bastante retraído, graças a todos os fatores que vêm interferindo negativamente a economia do país.

Mesmo com esse receio e diante de uma realidade bastante desafiadora para o comércio em geral, as vendas do dia das mães deste ano surpreendeu positivamente muitos lojistas, e, no Estado, gerou perspectivas positivas para os próximos meses. É o que explica o presidente da Associação Comercial do Paraná (ACP), Camilo Turmina.

Segundo ele, mesmo ainda não estando com todos os números referentes a movimentação em mãos, é possível afirmar que as vendas não apenas foram positivas, como também superaram as expectativas. Camilo lembrou que o comércio, de um modo geral, estava um tanto quanto pessimista, mas as vendas efetivadas para a data, conforme descreve ele, demonstraram que havia uma demanda reprimida, e que o consumidor estava economizando, e em alguns casos, deixando de consumir. “O consumo deste dia das mães mostrou que é possível ficar mais positivo em relação aos próximos meses, é uma sinalização bem positiva”, destacou.

Ainda segundo Turmina, o número de consultas feitas ao Serviço Central de Proteção ao Crédito (SPC), para concessão de crédito para o dia das mães deste ano, foi 17% maior do que no ano passado. O que reforça a concepção de que em 2021 a data foi positiva para as vendas no varejo no estado.

Em Castro
Conforme comerciantes ouvidos pela reportagem, no município a movimentação na semana do dia das mães também foi bastante positiva. No caso da loja de confecções de Cristina Holtz, as vendas não ficaram dentro das expectativas, mesmo assim, ela vendeu mais que no ano passado. “O comércio está melhorando pouco a pouco. Acredito que agora, com a chegada do inverno e quando as coisas voltarem ao normal, as pessoas voltem a sair e a comprar mais”, ressaltou.

Já para a gerente da loja de cosméticos, Camila Gomes Bavoso, as vendas atenderam às expectativas do período, porém, também surpreenderam positivamente, já que o valor dos presentes escolhidos ficaram acima do que ela e sua equipe pensavam que seria. “Como estamos na pandemia, nossa expectativa era vender igual ou uns dois por cento a mais que ano passado, e, acabamos vendendo igual, mas ano passado foi um ano bom para o dia das mães”, ressaltou, citando ainda o fator preço, “Achava que iriamos vender mais lembrancinhas de em média 50 reais, mas acabamos vendendo em média presentes de 140”.

Segundo Camila, outro fator positivo neste ano foi a antecipação da maioria dos clientes, que não deixaram para escolher o que dariam para mãe em cima da hora.

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.