Castro ficou fora do Novo Mapa do Turismo Brasileiro em 2022

Castro ficou fora do Novo Mapa do Turismo Brasileiro em 2022

Luana Dias

A cidade de Castro, assim como outros nove municípios da região ficaram de fora do Novo Mapa do Turismo Brasileiro, divulgado no início desta semana pelo Ministério do Turismo. O Mapa é o instrumento que reúne municípios que adotam o turismo como estratégia de desenvolvimento e identificam necessidades de investimentos e de ações para promoção do setor em cada região turística do país.

A região dos Campos Gerais reduziu de treze para nove municípios cadastrados no SISMAPA. Conforme Karen Kobilarz, assessora técnica da Agência de Desenvolvimento do Turismo dos Campos Gerais (Adetur), isso se deve aos critérios estarem mais rigorosos. Os municípios devem comprovar que têm conselho municipal de turismo ativo, plano de trabalho elaborado para os próximos doze meses e fazer parte da regionalização do turismo, por exemplo. “Estar no Mapa é resultado do trabalho do dia a dia, é o reconhecimento da gestão municipal voltada para o turismo que acontece de forma constante”, sintetiza Karen.

Os municípios que não foram incluídos nesta primeira etapa, ainda podem ajustar procedimentos e se adequar para integrar o Mapa do Turismo Brasileiro. A partir deste ano, gestores de turismo podem atualizar informações ou cadastrar municípios a qualquer tempo e não mais a cada dois anos, como era o processo anterior de elaboração do Mapa do Turismo.  Com a medida, a plataforma de atualização permanece aberta durante todo o ano, como explica Débora Gonçalves, secretária nacional de Atração de Investimentos, Parcerias e Concessões do Ministério do Turismo. As cidades de Ipiranga, Reserva, São João do Triunfo e Telêmaco Borba já estão se preparando para a nova oportunidade. Já Carambeí, Castro, Curiúva, Imbaú, Ipiranga, Ivaí, Reserva, São João do Triunfo, Telêmaco Borba e Ventania ficaram de fora do mapa.

“Qualquer município do país pode fazer parte do Mapa do Turismo e, desta forma, ser beneficiado diretamente com ações e recursos do Ministério do Turismo para ampliar o desenvolvimento da atividade turística local. Para isso, os gestores municipais precisam assumir o compromisso de priorizar o setor, que é de fundamental importância na economia do nosso país, gerando emprego e renda para milhares de famílias em todo o país”, destaca o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto.

Com Redação

Foto: Christian Christophoro

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.