Socorro, sem mimimi

Socorro, sem mimimi

Se a Prefeitura de Castro pede socorro para combater o vandalismo e o furto, algo de muito errado está acontecendo. Ou a criminalidade aumentou consideravelmente a ponto da Guarda Municipal mostrar toda a sua fragilidade, ou a administração Moacyr Fadel Junior só acordou para o problema após contabilizar os prejuízos que segundo sua própria assessoria, chegou a gigantesca cifra de R$ 600 mil, isso em dois meses.
Buscar o MP e o Judiciário como forma de conter a onda de crimes no município, é o mesmo que atestar a incapacidade. Contrate mais homens para a Guarda, estruture melhor a segurança municipal, crie-se um plano de ação integrado e busque a imprensa como grande aliada. Deixe o choro para as dezenas de milhares de famílias que todos os dias perdem seus entes queridos por causa da covid-19 e outras efermidades, e aja! A não ser que esse choro seja mais uma artimanha para ganhar holofotes e nós sentirmos pena.

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.