Maltaria vai para Ponta Grossa

Maltaria vai para Ponta Grossa

Depois de algumas tentativas de trazer para Carambeí, e até ventilou-se Castro, a maltaria de R$ 3 bilhões irá mesmo para Ponta Grossa. O investimento que ocorrerá em duas fases e que têm por trás seis cooperativas, preferiu a cidade que dispõe de duas grandes cervejarias (Heineken e Ambev), além da melhor estrutura para abrigar essa gigante fábrica. Tudo levava para Ponta Grossa, inclusive a vontade política do governo de Elizabeth Schmidt, do secretário de Estado que é de Ponta Grossa, Sandro Alex, e das próprias cooperativas. A construção está prevista para iniciar neste ano, mas a primeira fase só estará concluída em 2028, com a segunda em 2032. O desafio é grande, assim como será grande a capacidade de produção da planta dessa indústria que chegará a 240 toneladas de malte por ano, sendo responsável por 15% do volume de consumo atual do País. Um grande negócio que criará 3 mil empregos entre diretos e indiretos. Ou seja, todos ganham e a economia da região agradece!

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.