Prefeituras já começam a pagar 13º

Prefeituras já começam a pagar 13º

Tibagi e Piraí têm programação definida, e Carambeí já efetuou pagamento

*Luana Dias

O pagamento da primeira parcela do décimo terceiro salário pelas prefeituras deve movimentar a economia da região, entre os meses de junho e julho. Carambeí foi uma das primeiras cidades a efetuar o pagamento do benefício aos servidores, na terça-feira (7). No município, 793 servidores municipais receberam a primeira parcela do 13º, valor que totalizou R$ 1.204.727,10. O dinheiro, para muitos, chegou em boa hora, não só para quitação de dívidas, como também para que novos projetos possam ser colocados em prática.

A próxima cidade que deverá pagar a primeira parcela do benefício aos servidores públicos municipais é a de Piraí do Sul. O pagamento está programado para o dia 28 deste mês. De acordo com o órgão, o valor desta primeira parte do décimo terceiro corresponde a aproximadamente R$ 1,6 milhões.

Para o dia 15 de julho está programado o pagamento da primeira parcela do décimo na cidade de Ponta Grossa, onde os servidores devem receber o equivalente a R$ 15 milhões. O pagamento da segunda parcela ocorre, anualmente, no mês de dezembro.

Em Tibagi os servidores do município devem receber o décimo terceiro salário integralmente no mês de dezembro. Em 2021, o pagamento já foi realizado desta forma.

Ainda na região, a reportagem não conseguiu contato com as prefeituras de Castro e de Palmeira. Em Castro, no ano passado, o pagamento da primeira parcela foi feito no mês de julho para servidores que optaram pelo adiantamento e, no dia 14 de dezembro o restante do pagamento do benefício foi efetuado a 2.531 funcionários. A soma, da parcela paga no mês de dezembro foi de R$ 4,4 milhões.

Gestão em Carambeí

Ao efetuar o pagamento da primeira parcela do décimo terceiro aos servidores municipais de Carambeí, a prefeita Elisangela Pedroso (PSB), comentou sobre as dificuldades enfrentadas durante a pandemia e o trabalho que foi realizado para equilibrar as finanças do município, principalmente no que se refere ao índice elevado da folha de pagamento. Atualmente o teto de gastos não ultrapassa 42% tendo uma baixa de mais de 10% em relação a janeiro de 2021.

A gestora esclareceu que com um modelo inovador de gestão foi possível fazer o controle do índice de gastos com pessoal que estava no limite máximo estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), baixando de 54% para 42% do orçamento geral do Município. “Hoje, o município está com as finanças em dia, cortamos despesas extras, fizemos adequações em contratos onde foi possível, sem afetar a qualidade dos serviços. Estabelecemos metas como o Programa de Retomada da Industrialização visando atrair novas industrias, gerando empregos, renda e melhoria na arrecadação municipal, que propícia desenvolvimento a todos os cidadãos”, revela.

Elisangela comentou que o pagamento antecipado de 50% do décimo terceiro salário vai além de cumprir com as obrigações patronais. “Estamos beneficiando os servidores e propiciando indiretamente a injeção de recursos no comércio local, incrementando vendas e também pagamentos de dívidas. Sabemos que ainda há muito a fazer, mas nós estamos orgulhosos dos avanços que estão acontecendo e a efetivação de projetos que nas próximas semanas serão anunciados, sendo um novo marco na história da nossa cidade”, resumiu.

*Com Sandro Carrilho

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.