Prefeita Elisangela diz que 2021 foi para arrumar a casa e que 2022 projetos acontecerão

Prefeita Elisangela diz que 2021 foi para arrumar a casa e que 2022 projetos acontecerão

*Da Assessoria

Carambeí – Apesar de um cenário bastante complexo, que exigiu maior atenção e investimentos na área da Saúde, muitos municípios conseguiram gerir de forma satisfatória a crise de um ano pandêmico. A prefeita de Carambeí, Elisangela Pedroso, destacou os desafios deste ano, como conter a pandemia, imunizar a população e executar o orçamento deixado pela administração anterior, muitas vezes incompatível com a realidade. “Nossos esforços se concentraram em executar muitos projetos que já estavam em andamento. Algumas obras, conseguimos ajustar os projetos para atender de fato a necessidade dos munícipes e, em outros, infelizmente tivemos de executar como foi nos deixado, muitas vezes equivocadamente”, frisou.

Elisangela explica que a partir de um orçamento elaborado pela atual gestão para 2022, será possível executar novos projetos. “Arrumamos a casa e deixamos projetos prontos para a execução; além de recursos que chegarão de emendas dos deputados, como o investimento de dois milhões de reais por meio de emenda parlamentar do deputado Aliel Machado que beneficiará as comunidades da Vila Esperança e Mariane, com a construção de calçamento poliédrico, e de um novo Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI)”.

Outra parceria importante para o município, de acordo com a prefeita, veio da deputada Leandre Dal Ponte que enviou recursos para a manutenção da saúde básica e R$ 538.620,00 para a construção de uma sede própria do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) que atende famílias e pessoas em situação de risco social ou que tiveram seus direitos violados.

O primeiro secretário da Assembleia Legislativa do Paraná, deputado estadual Luiz Claudio Romanelli, também articulou a vinda de recursos junto ao Governo do Estado. Foram um caminhão pipa, uma ambulância, e um veículo para o programa de Estratégia da Saúde da Família. “Temos para 2022 aproximadamente dois milhões e trezentos mil reais em emendas viabilizadas pelo deputado Romanelli”, disse a prefeita.

Gestão e Novo CMS

A prefeita Elisangela considerou um ano de avanços sobretudo no setor da saúde, sua principal bandeira política. “Nós reformamos todo o Centro Municipal de Saúde, ampliamos a sala de emergência, compramos equipamentos, e reformulamos todo o fluxo de atendimento. E, implementamos os atendimentos de consultas eletivas nos bairros e construímos a Sala de Vacinas na AFCB”, assinalou.
Sobre a projeto de construção do novo Pronto Atendimento de Saúde, a prefeita explica que já conseguiu recursos junto aos deputados e no próprio governo do estado para a execução de um novo e moderno complexo de saúde. “É um compromisso assumido com a população e que está saindo do papel. O projeto arquitetônico, dentro dos parâmetros e exigências sanitárias, exigidos pela 3ª Regional de Saúde, está sendo elaborado pelos nossos engenheiros”, frisou.

Calçamento

O secretário estadual da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara, anunciou investimentos de mais de cinco milhões de reais por meio do Governo do Estado, que contemplarão 13,5 quilômetros de pavimentação poliédrica na localidade rural do Santa Cruz.

As obras terão início a partir do calçamento da Avenida dos Pioneiros e seguirão até dois pontos: a escola (Municipal Rural Santa Cruz) e Colégio Estadual Zilda Arns, e a área onde será construída a nova Unidade Produtora de Leitões (UPL), num empreendimento da Frísia Cooperativa Agroindustrial que projeta investimentos de R$ 78 milhões de reais inicialmente.

Industrialização

Umas das bandeiras de campanha política de Elisangela, a geração de emprego e renda, teve avanços significativo já neste primeiro ano de seu mandato. A prefeita conseguiu viabilizar com a aprovação pelos vereadores, projeto de incentivo fiscal para a instalação de novas indústrias na cidade.
A medida visa incentivar empresas e indústrias concedendo isenção fiscal para edificações e no IPTU, conforme a oferta de empregos ofertadas pelas empresas ou indústrias, possibilitando a criação de novas vagas de emprego, principalmente.

Já houve o protocolo de intenções para a construção da maltaria dos Campos Gerais que parte terá suas instalações construídas em Ponta Grossa e parte em Carambeí, com previsão de investimento local de R$ 30 milhões. Além disso, a Cooperativa Agroindustrial Frísia também anunciou a construção da UPL II – Unidade de Produção de Leitões, com investimentos previstos de R$ 78 milhões.

Casas populares

Em parceria com a Companhia Estadual de Habitação (COHAPAR), Carambeí adquiriu, por meio de pagamento à vista de R$ 2,3 milhões, terrenos no leilão da BRF para a construção de 140 casas populares. A prefeitura entrará, além dos terrenos, com a infraestrutura do local, enquanto que a Cohapar fará o financiamento por meio da Caixa Econômica Federal, com subvenção do Programa Casa Verde e Amarela do Governo Federal. “É uma satisfação saber que as famílias terão acesso a moradia própria e a preços de financiamentos acessíveis, graças a economia do dinheiro público neste ano que possibilitou que arrematássemos os terenos no preço à vista. O município também está com um programa de regulação fundiária que vai conceder títulos de posse a moradores. É mais dignidade para a nossa população”, frisou.

Abastecimento

Neste ano, a Sanepar e a Prefeitura de Carambeí discutiram um protocolo de intenções que deverá ser firmado para a implantação de melhorias nas redes de água e esgoto. Os investimentos poderão chegar a R$ 29 milhões nos próximos 5 anos.

*Com Redação

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.