UEPG lamenta o falecimento da professora Cristiane Sonego

UEPG lamenta o falecimento da professora Cristiane Sonego

Da Assessoria

A Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), através de seu departamento de Serviço Social, lamenta o falecimento da professora Cristiane Sonego, ocorrido na quarta-feira (29 de dezembro). A professora era egressa do curso de Serviço Social e da Pós-Graduação em Ciências Sociais Aplicadas, além de ter atuado como professora colaboradora da UEPG na graduação em Serviço Social, entre 2003 e 2005, e em cursos de pós-graduação. Desde 2010, era professora efetiva da Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro).

“Você é muito mais do que você vê no espelho, você tem capacidade para muito mais, muito mais… Voe, Ana”. A última conversa que teve com a professora Cristiane ficou marcada, para a aluna Ana Flávia de Souza, pelo carinho e pelo incentivo. Nas redes sociais, centenas de comentários lamentavam a partida precoce da professora, que faleceu aos 42 anos. “As melhores aulas, ensinamentos e risos. Vai fazer falta!”, comentou a aluna Rafaela Barbosa. Atuando na formação crítica de centenas de assistentes sociais, a professora deixou seu legado em cada aluno e aluna. “Você foi e é meu exemplo de como atuar dentro da área do Serviço Social”, declarou a assistente social Bruna Rossignolli. “Você me ensinou, me fez compreender que a intervenções muitas vezes são passos lentos, mais vale a pena desconstruir padrões e reconstruí-los. Perdemos um exemplo de mulher, humanitária e militante. Dói muito!”.

A professora Danuta Luiz, do curso de Serviço Social da UEPG, destacou o trabalho de Cristiane na defesa dos direitos da criança e do adolescente. “Atualmente, tínhamos uma parceria com a Unicentro, representada na pessoa da professora Cristiane, que era um projeto de capacitação para conselheiros tutelares e municipais do estado todo”, conta. “Tínhamos um contato muito próximo, de parceria, mesmo”. Por isso, foi com tristeza que a professora e seus colegas receberam a notícia do falecimento.  No período em que atuou como professora da UEPG, contribuiu significativamente com o curso e com a formação de assistentes sociais. “Vai fazer muita falta nas parcerias, nos projetos”, aponta Danuta.

A notícia também entristeceu a professora Édina Schimanski, que foi orientadora de Cristiane na graduação em Serviço Social. “A Cristiane foi uma aluna comprometida e muito estudiosa. Deixou uma marca registrada. Fará muita falta”. Ainda durante a graduação, firmou uma amizade com Carina Baumel Weizenmann, que não acreditou quando recebeu a notícia. “Eu estava no caixa do mercado quando recebi uma ligação. Não, não pode ser verdade!”, lamentou a amiga. “Minha melhor amiga da faculdade. Do Serviço Social para a vida. Quanta coisa aprendi com você”.

As declarações são unânimes: a partir de uma atuação comprometida e crítica, Cristiane acreditava no potencial de se mudar realidades. “Com grande pesar, lamentamos a morte dessa Assistente Social que ficará marcada por sua atuação incansável”, solidarizou-se o Conselho Regional de Serviço Social (Cress-PR), em nota. “Prestamos nossas mais sinceras homenagens e solidariedade a familiares, amigos e tantas (os) colegas Assistentes Sociais que tiveram a oportunidade de conviver e aprender com Cristiane”. A nota de pesar do departamento de Serviço Social da Unicentro também expressou a tristeza pela perda: “Os docentes e descentes do curso de Serviço Social da Unicentro externam a profunda tristeza pela perda da professora e se solidarizam com os familiares e amigos”.

Texto: Aline Jasper | Foto: Divulgação / Arquivo Pessoal

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.