Alerta de baixas temperaturas mobiliza equipes de Assistência Social em Carambeí

Alerta de baixas temperaturas mobiliza equipes de Assistência Social em Carambeí

Da Assessoria

Carambeí – Depois dos alertas de frio e baixas temperaturas emitidos pela Defesa Civil e Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil – COMPDEC, a Secretaria Municipal de Assistência Social, através do Centro de Referência Especializado em Assistência Social (CREAS) e vários voluntários, estão novamente trabalhando com a população de rua, no enfrentamento as baixas temperaturas de inverno, nos dias 28 e 29 desse mês.

Segundo a secretária municipal de Assistência Social, Johanna Regina de Macedo Nogueira, “equipes já estão se mobilizando para esta terceira rodada de ações no inverno com atenção aos moradores de rua e pessoas vulneráveis nas baixas temperaturas”, disse ela.

A sede do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), porta de entrada da assistência social no município, continua recebendo doações da comunidade como roupas, cobertores e também materiais de higiene pessoal para atender estas pessoas nessas noites frias”.

Mais uma vez, o salão paroquial da Igreja da Imaculada Conceição, com entrada pela rua das Safiras, será destinado para o pernoite destas pessoas, que receberão, também, alimentação noturna cedida por voluntários de Carambeí.

Toda a orientação técnica sobre as ações nas baixas temperaturas vem da Coordenadoria Regional de Proteção e Defesa Civil no Paraná (CORPEDEC), que mobilizou em Carambeí uma força tarefa com a Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (COMPDEC), numa ação coordenada com o CREAS e suas equipes.

Segundo o diretor do CREAS, Sérgio Ribeiros dos Passos, “o trabalho vem se desenvolvendo graças a ação conjunta com os parceiros e a comunidade com os voluntários, destacando que a participação da sociedade civil é imprescindível para o êxito das ações”, disse ele.

O diretor agradece, também, pelas doações de cobertores da Igreja Evangélica Reformada (IER) da Colônia, os kits de higiene dos Supermercados Rickli, ao Padre Elcio José Gutervil, da Igreja Matriz, que cedeu o espaço físico e também ao Pastor Pedro, do Ministério Adote, que também está ajudando nas ações com esses moradores de rua.

Muitos empresários da cidade estão fazendo também doações e mantendo-se no anonimato.

Segundo Johanna Macedo, “hoje em Carambeí temos um baixo número de moradores de rua, em sua maioria transeuntes, que se colocam em situação de rua por conta do uso de drogas e alcoolismo”. Ela destaca, ainda, que “não se pode fechar os olhos para esta população vulnerável”.

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.