Tarja Preta

Tarja Preta

RESTA UM ANO

Para quem pretende concorrer as eleições gerais do próximo ano, a contagem regressiva de um ano começou em 2 de outubro. Serve para quem tenta a reeleição, a exemplo da deputada federal Aline Sleutjes que continua no PSL, e na semana passada chegou a ser especulada para o Senado Federal, como também para quem planeja aventurar-se na corrida pela primeira vez.

RENUNCIAR

Diferentemente dos parlamentares, prefeitos e governadores que desejem candidatar-se terão que renunciar aos seus cargos. Foi assim com Beto Richa que deixou o governo do Paraná no mandato passado para sair ao Senado e pode acontecer com Moacyr Elias Fadel Junior (Patriota), caso venha a disputar uma cadeira na Assembleia Legislativa do Paraná. Só não pode esquecer-se que, sem mandato, Moacyr perderia o foro privilegiado e estaria na mira da justiça para cumprir sua pena alternativa.

AO SENADO

A deputada federal Aline Sleutjes respondeu a colocação de seu nome ao Senado, ao Tarja Preta, da seguinte forma: “O futuro a Deus pertence. Continuo trabalhando fortíssimo, e as oportunidades se aparecerem, não serão desperdiçadas. Me sinto honrada com tantas mensagens e ligações de apoio dos quatro cantos do Paraná”.

BOLSONARO

Foi o WhatsApp sair do ar após às 12h30 dessa segunda-feira (4) para quem creditasse o problema ao presidente Jair Bolsonaro. Claro que tratou-se de mais uma piada, que os comediantes de plantão não deixaram passar em branco. Tirando a brincadeira de lado, o aplicativo de mensagem só foi restabelecido às 19h20, mesmo assim, não por completo.

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.