TARJA PRETA

TARJA PRETA

Por Sandro A. Carrilho

INAUGUROU?!
Se a palavra inaugurar é a tradução de ‘descerrar uma placa, bater palmas e fazer discurso’, pode-se dizer que a nova rodoviária de Castro, enfim, foi inaugurada. Pois foi isso que aconteceu na tarde de terça-feira (29), quando o então prefeito Moacyr Elias Fadel Junior entregou o prédio.

PRESSA
Moacyr apressou-se em colocar a placa com o seu nome e o do homenageado, porque na quinta-feira (31 de março) passaria o cargo ao seu vice, o radialista Alvaro Telles, o que o fez. Deve-se destacar que a renúncia de Moacyr está atrelada ao prazo de desincompatibilização ao posto de prefeito para estar apto a concorrer a deputado estadual em outubro deste ano, conforme sua pretensão.

SÓ O PRÉDIO
Conhecendo o ex-prefeito é lógico que ele não deixaria essa obra para o seu vice inaugurar, pois seu nome vai estar lá e isso tem peso político enorme. O problema que só o prédio da rodoviária existe. Não tem mobília, os guichês não operam, os ônibus não trafegam e os usuários da ‘antiga’ rodoviária só souberam da festa por comentários. Desconhecem quando irão para a nova, e se irão.

LAURO LOPES
O prédio da rodoviária é bastante bonito, isso não tem dúvida, mas precisa saber se é funcional. Quanto a denominação de Terminal Rodoviário Municipal Doutor Lauro Lopes, uma excelente escolha. Lauro Lopes foi um prefeito respeitado no seu tempo e depois que deixou a política.

MOACYR NO PSD
No dia que renunciou, o agora ex-prefeito de Castro trocou o Patriotas pelo PSD. Quem também deixou seu antigo reduto foi a ex-presidente da Câmara, Fátima Castro. Assim como Aline Sleutjes, ela passa a ser Pros e dá adeus ao MDB.

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.