Veículos que socorriam acidente com cinco vítimas fatais são atingidos por caminhão carregado com madeira

Veículos que socorriam acidente com cinco vítimas fatais são atingidos por caminhão carregado com madeira

*Sandro Adriano Carrilho

Dois acidentes gravíssimos no km 531 da BR-376, em intervalo de poucas horas, causou a morte de cinco pessoas de uma mesma família ao final da madrugada e começo da manhã dessa quarta-feira (12).

Grupos de salvamento, inclusive um Auto Bomba Tanque (ABT) do Corpo de Bombeiros, um Auto Bomba Salvamento (ABS) e um guincho, que atendiam o acidente anterior envolvendo caminhão com placas de Rondonópolis, carregado de uréia, foram violentamente atingidos por outro caminhão carregado com madeira. As duas ocorrências se deram próximo a uma ponte do Rio Tibagi, município de Ponta Grossa, sentido a cidade princesina.

Conforme informaçoes repassadas pelo 2° GB de Ponta Grossa, no primeiro acidente o caminhão saiu da pista e capotou às margens da rodovia. Com o impacto, a cabine ficou destruída, ficando parte da carga espalhada no local. Não se sabe a causa desse acidente.

Quanto aos nomes das vítimas fatais, foram identificados como sendo Dislei Martins Ramos, de 40 anos; Geisebel Pereira de Souza, 33 anos; Anna Luiza Souza Martins, 13 anos; Amanda Priscila Souza Martins, 9 anos e Rebeca Souza Martins, de 3 anos.

Segundo acidente

Os veículos de socorro estavam no acostamento da rodovia dando atendimento a primeira ocorrência quando por volta das 7h35 um caminhão os atingiu por trás. A causa dessa colisão ainda será apurada, mas informações apontam para falta de freios.

Não houve feridos no segundo acidente. A pista segue interditada para veículos, sem previsão de liberação, com 15 quilômetros de congestionamento.

Até o momento a pista segue interditada para veículos.

*Com Matheus de Lara e 2° GB de Ponta Grossa

Imagens: PRF e 2° GB

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.