Polícia prende suspeitos de balearem motorista de aplicativo

Polícia prende suspeitos de balearem motorista de aplicativo

Da redação

Ponta Grossa – Após investigações, policiais civis do Setor Operacional da 13ª Subdivisão Policial (S.D.P) identificaram dois homens suspeitos, de 47 e 35 anos, envolvidos no caso de assalto e disparo de arma de fogo contra um motorista de aplicativo ocorrido em 1º de junho.

Um deles, já reconhecido pela vítima como o autor dos disparos, teve sua prisão preventiva decretada e cumprida na manhã desta quinta-feira (11). O segundo suspeito também foi preso, mas por dívidas de pensão alimentícia. Ambos negaram envolvimento no crime durante os depoimentos.

Relembre o caso

Na madrugada de 1º de junho de 2024, por volta das 4h30, motorista de aplicativo venezuelano de 28 anos foi vítima de um violento assalto na região do Bairro Rio Verde. Contratado para levar dois supostos obreiros até a cidade de Castro, o condutor foi surpreendido pelos passageiros que, minutos após entrarem no veículo, anunciaram o assalto, exigindo dinheiro e o carro da vítima.

Mesmo sem reagir, o motorista foi atingido por dois tiros nas costas, o que fez com que colidisse o veículo em um barranco. Gravemente ferido e perdendo muito sangue, ele conseguiu correr e se afastar do carro. Os criminosos fugiram levando cerca de R$ 1.400,00 que estavam no console.

A vítima conseguiu pedir socorro a familiares, que acionaram o SAMU. Ele foi levado ao Hospital Regional em estado grave e passou por cirurgia, na qual foi realizada uma laparotomia devido aos disparos que perfuraram seu pulmão.

A vítima será chamada para realizar o reconhecimento pessoal dos suspeitos. Caso o reconhecimento seja positivo, o inquérito policial será concluído e os investigados serão indiciados pelo crime de tentativa de latrocínio, cuja pena pode chegar a 30 anos de reclusão.

Redação Página 1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.
× Fale com o P1 News!