Pai que matou filho a tiros se apresenta na delegacia

Pai que matou filho a tiros se apresenta na delegacia

Matheus de Lara

Jorge Moreira da Silva Junior, de 39 anos se apresentou acompanhado de um advogado na 43ª DRP de Castro na sexta-feira (23), por volta das 16h30, para explicar os motivos de atirar em seu filho Jorge Matheus Possato da Silva, de 21 anos, assassinado com quatro tiros na tarde de quinta-feira (22), no Jardim Bela Vista.

A reportagem do Portal P1 News conversou na tarde deste sábado (24) com o delegado de polícia, Lucas Mariano Mendes, para saber mais detalhes sobre o depoimento do pai. “Ele se apresentou no final do expediente, e de acordo com o homem ele efetuou disparos pelo fato da vítima ter ameaçado ele com um tijolo, como também ter ameaçado a atual esposa e o filho menor”, disse Lucas.

Confome o delegado, após interrogatório o homem foi liberado, por não ter situação de flagrante e nenhum mandado de prisão.

De acordo com Lucas, o caso ainda não foi finalizado, “falta uma pessoa para ser ouvida, mas não tem muita relevância. Por citarem no procedimento a pessoa tem que ser ouvida na delegacia. Não existe outro suspeito porque o homem mesmo falou que atirou”, finaliza.

O caso

O crime aconteceu por volta das 13 horas de quinta-feira (22) na Rua Jonas Borges Martins, n° 58. Equipes da Polícia Militar foram os primeiros a chegarem ao local, logo que vizinhos relataram disparos de arma de fogo. Tanto o Siate quanto o Samu, prestaram atendimento.

Segundo informações apuradas no dia, o rapaz era usuário de drogas e há algum tempo apresentava problemas de relacionamento com o pai. Após o pai atirar no filho ele fugiu em uma moto. A arma uma pistola de calibre 380, foi deixada no local.

Em atendimento, o jovem foi encontrado caído em frente à residência, perto do portão, com ferimento no pescoço e braço. Ele chegou a ser socorrido no local, mas veio a óbito na sequência.

Equipe da Criminalística periciava o local, e foi possível observar vários cartuchos deflagrados, espalhados pelo chão, inclusive as marcas e manchas de sangue.

O Instituto Médico Legal (IML), de Ponta Grossa recolheu o corpo. O sepultamento de Jorge Matheus aconteceu na sexta-feira (23).

Fotos: Matheus de Lara

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.