Festa em Tibagi termina com multa

Festa em Tibagi termina com multa

Cleucimara Santiago

Tibagi – Em meio à pior pandemia dos últimos tempos, colapso na saúde e crescente número de óbitos, pessoas alheias a tudo, continuam banalizando a dor a tristeza de famílias que perdem seus entes queridos, ignoram a exaustiva luta dos profissionais de saúde, os protocolos de segurança e prosseguem disseminando o vírus da Covid-19.

Foi o que aconteceu em Tibagi, quando na manhã do sábado (20), entre 11 e 11h30, o disque-denúncia da prefeitura recebeu informações de um evento que acontecia em uma casa de campo às margens do Rio Tibagi. Uma equipe de fiscalização dirigiu-se até o local do evento e constatou que a denúncia procedia.

Segundo o que foi repassado pela Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Tibagi, imediatamente foi lavrado o auto de notificação, bem como o pedido de encerramento e dispersão dos convidados da festa. A assessoria declarou, ainda, que “a pessoa que se ‘intitulou’ responsável pelo evento recebeu a notificação e retornou para dentro da propriedade”. A assessoria disse não saber informar a natureza do evento e nem o número de pessoas que estavam presentes. “Apenas foi constatado sim a aglomeração, o consumo de bebidas, e o desrespeito aos decretos municipais e estaduais”.

A reportagem do Página Um News recebeu informações no sábado (20), à tarde, inclusive publicou em seu portal de notícias, que se tratava de uma confraternização de casamento envolvendo uma policial militar de Telêmaco Borba e que parte dos convidados também pertenciam a corporação.

Mesmo após a fiscalização, a prefeitura de Tibagi recebeu nova denúncia no período da tarde que o evento não havia sido encerrado, contrariando a orientação das autoridades que estiveram no local pela manhã. Às 16h30, outra equipe de fiscais retornou à festa, atendendo a denúncia, e foi lavrado auto de infração, com multa no valor de R$ 557,75 (quinhentos e cinquenta e sete reais e setenta e cinco centavos).

Citada na matéria publicada pelo portal P1 News, a reportagem contatou na tarde desta segunda-feira (22) o Ministério Público do Paraná, em Tibagi, e o mesmo ficou de retornar, o que não aconteceu até o fechamento dessa edição.

Leia mais sobre o caso
https://p1news.com.br/regiao/festa-de-casamento-de-policial-militar-em-tibagi-move-forca-tarefa/

*Com Sandro A. Carrilho

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.