Com falta de efetivo, Bombeiros de Castro trabalham nas folgas para atender demandas

Com falta de efetivo, Bombeiros de Castro trabalham nas folgas para atender demandas

Luana Dias

Mesmo sendo uma atividade de extrema importância para a comunidade como é a dos bombeiros, ela também enfrenta problemas que são comuns em outras áreas essenciais, como a da saúde, por exemplo. No 2º Grupamento de Bombeiros (GB) de Castro um grupo que tem pouco mais de dez militares, dividido em três equipes, atende a toda população, que segundo dados de 2020 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), tem 71.809 habitantes. A mesma equipe ainda presta atendimento eventualmente nas cidades de Carambeí e Piraí do Sul, quando são registradas ocorrências de maior complexidade.

O comandante da unidade, tenente Paulo Marcelo Ribas Ribeiro, conversou com a reportagem e explicou que a reposição do efetivo já é historicamente desproporcional à redução, porém, esse problema estaria se agravando nos últimos anos. “Essa redução ocorre naturalmente, seja pela aposentadoria, pela saída de um militar para exercer outra atividade, ou por afastamento e licenças médicas, algo que se agravou inclusive, com a pandemia. Além disso, também tem o período de férias de cada bombeiro. E, não há reposição na mesma medida, já fazem alguns anos que não é feita formação de novos bombeiros, mas todo ano, alguns se aposentam”, destacou.

Com número reduzido de integrantes na equipe, o comandante vem tendo que acionar bombeiros em seus dias de folga para atender a demanda do município, quando duas ocorrências são registradas num intervalo curto de tempo. “Nos últimos anos tem acontecido com mais frequência de precisar acionar militar de folga para atender ocorrências, porque com essa redução do efetivo eu não consigo ter simultaneamente bombeiros para atender a duas ocorrências. Se tem ocorrência para o caminhão, por exemplo, que é quando há necessidade de equipamentos de resgate, toda a equipe sai para o atendimento, isso significa que se tiver outra ocorrência para a ambulância antes de o atendimento terminar, eu já preciso acionar os bombeiros que estão de folga”, explica o comandante.

Atualmente o GB de Castro conta com 19 militares no total. Quatro deles na área administrativa e 15 na área operacional, que se dividem em três equipes de quatro pessoas, porém, existe o revezamento das férias, por três integrantes. No trabalho eles se revezam em escalas de 24 por 48, ou seja, cada equipe trabalha por 24 horas consecutivas e folga 48. Para atender as ocorrências, saem equipes de três bombeiros, um deles precisa ficar no GB para atendimento, sendo o responsável, por exemplo, por atender as ligações de solicitação de atendimento, passar informações para a equipe que está na rua via rádio e até fazer pedido de apoio, quando necessário. O ideal, porém, para uma unidade como a de Castro, conforme previsão legal no quadro de militares da Organização do Corpo de Bombeiros, seriam 33 bombeiros, ou seja, existe um déficit de 43%. É o que detalha o tenente. “Precisaríamos de pelo menos seis bombeiros por dia, dois para a ambulância e três para o caminhão, aí trabalharíamos com os dois ao mesmo tempo”.

O comandante faz questão de destacar, no entanto, que mesmo com a carência, a equipe não mede esforços para atender a todos os chamados, assim como, espera pela integração de novos bombeiros, através do concurso que o governo do Estado vem anunciando. “A gente procura sempre atender a todas as demandas que entram, felizmente aqui também contamos com apoio do SAMU, que nos auxilia bastante, e, embora o efetivo esteja reduzido, a população não vai deixar de ser atendida, vamos sempre buscar dar atendimento a todas as ocorrências”, “e como o governo do Estado tem previsto esse concurso para contratação de 400 novos bombeiros, esperamos que eles assim que se formem, por mais que isso demore, venham alguns para o município, para minimizar essa carência do efetivo”, finaliza.

Fotos: Luana Dias

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.