Professora da UEPG orienta sobre tratamento domiciliar de contaminados pela Covid-19

Professora da UEPG orienta sobre tratamento domiciliar de contaminados pela Covid-19

Da Assessoria

A especialista em Microbiologia e Imunologia, Elisangela Gueiber Montes, atua como representante da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) na campanha da Fundação Araucária #TodosPelaVacina. A campanha estadual tem como objetivo conscientizar a população sobre a vacina e o processo de imunização, assim como alertar sobre os cuidados que precisam ser tomados para não contrair o vírus.

Um dos focos da campanha é esclarecer dúvidas recorrentes entre a população e abordar o tratamento domiciliar de pacientes diagnosticados com o novo Coronavírus. A professora Elisangela Montes explica algumas medidas iniciais que podem ser tomadas para diminuir o risco de contágio no ambiente doméstico.

“O primeiro passo é isolar o(a) contaminado(a) em um cômodo da casa, deixando a porta sempre trancada e as janelas abertas. Se possível, dentro das condições do paciente, que ele mesmo faça a limpeza diária do local que ele está isolado e coloque suas roupas sociais e de cama num saco plástico, para que os demais, protegidos com luva, façam a lavagem com solução de água sanitária. É primordial que todos os residentes da casa utilizem a máscara constantemente”, aponta.

Sobre a lavagem de roupas, Montes reforça que o manipulador das roupas use luvas durante a lavagem, use bastante água e sabão, e deixe as roupas de molho em um varal bastante ventilado ou secadora com temperatura mais elevada.

A especialista também alerta as famílias para o uso de ambientes compartilhados como banheiro e cozinha. “Em relação ao banheiro, a cada uso, que o indivíduo contaminado faça a limpeza de todas as superfícies com solução de água sanitária (pias, torneiras, vaso sanitário, maçaneta, interruptores, torneiras de chuveiro, chão etc) e que objetos como toalha, escova e sabonete não sejam compartilhados. Indivíduos que precisam cozinhar também devem ter o mesmo cuidado com as superfícies após a utilização do local, e que preferencialmente, ele fique sozinho no ambiente durante a preparação do alimento e a alimentação”.

Mesmo com todas estas medidas, se algum familiar apresentar sintomas da Covid-19, é recomendado que procure ajuda médica o mais rápido possível numa unidade básica de saúde ou num pronto atendimento da sua cidade.

Montes é doutora em Ciências Farmacêuticas, mestre em Ciências Biológicas, especialista em Microbiologia e Imunologia e graduada em Farmácia-bioquímica pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). É professora na instituição desde 2010, onde leciona, entre outras, as disciplinas de Imunologia, Imunologia Clínica e Microbiologia Clínica.

#TodosPelaVacina

Essa reportagem faz parte de uma campanha de conscientização sobre a vacinação contra a Covid-19, idealizada pela Fundação Araucária. O texto é resultado de um dos vídeos produzidos pela Coordenadoria de Comunicação (CCom) da UEPG. A série de vídeos tem como objetivo responder dúvidas comuns sobre a vacina e sobre a propagação do coronavírus. Os vídeos anteriores estão disponíveis no canal do Youtube da Universidade.

A UEPG integra a campanha junto com a Superintendência de Ensino Superior, Ciência e Tecnologia, a Universidade Estadual de Maringá, a Universidade Estadual de Londrina, a Universidade Estadual do Centro-Oeste, a Universidade Estadual do Norte do Paraná, a Universidade Estadual do Paraná, a Universidade Federal do Paraná, a Universidade Tecnológica Federal do Paraná, a Universidade Federal da Fronteira Sul, a Universidade da Integração Latino-Americana, o Instituto Federal do Paraná, a Fundação de Apoio da Universidade Federal do Paraná e a Pontifícia Universidade Católica do Paraná.

Texto: Julio César Prado e William Clarindo         Foto: Divulgação

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.