Seremos reféns do medo e do carnaval?

Seremos reféns do medo e do carnaval?

Os canais de televisão do Brasil mostram notícias sobre a Guerra na Ucrânia, com limitações impostas aos sobreviventes que não conseguiram fugir ou que resolveram ficar. Elas dividem a nossa atenção com notícias “menores” que aqui falam sobre “aumento de preços, violência em assaltos e operações contra o tráfico de drogas”. Não há soluções fáceis para o desemprego, para a falta de transporte e até mesmo para a pandemia. Por outro lado, se percebe que não existem “limites para a autoridade dos tribunais” em conceder revisão de penas ou revogar ações que visam preservar a Segurança Pública. Presos vão sendo liberados por “insuficiência de provas”, talvez a maioria nunca volte para cumprir suas “acusações”. Agora se apresentam os candidatos à Presidência da República, alguns em “clima de despedida“ dos cargos públicos e salários. A Petrobrás de novo pode “salvar” candidaturas, pela “insensibilidade” que tem com o Povo Brasileiro! Os Ucranianos são reféns do medo, de mísseis e de atiradores russos de elite. No Brasil, somos reféns do medo e de tudo o que inventam para nos convencer de que o Brasil segue firme e forte, na sua luta contra o mal. E que ainda teremos Carnaval!

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.