O nobre e digno direito de escolher o futuro deles!

O nobre e digno direito de escolher o futuro deles!

O presidente do TSE, Ministro Edson Fachin, afirmou que a juventude brasileira foi convocada a participar das eleições de 2022 e deu uma resposta impressionante: o País ganhou 2.042.817 novos eleitores entre 16 e 18 anos, que vão “exercer o nobre e digno direito de votar”. A vitória veio depois da intensiva Mobilização Nacional que contou até com a parceria de influenciadores digitais e Organizações da Sociedade Civil(???). Agora, eles serão cooptados “a participar de grandes debates” que serão amplamente explorados pela mídia nacional. Mas serão, em sua maioria, eleitores desconectados das Estruturas Ideais do funcionamento de um Poder Político. Serão rapidamente “politizados, de esquerda ou de direita”, mas serão incapazes de ver que não há, nas discussões, nenhuma estratégia racional conjunta para reorientar ou remodelar a vida comum de suas famílias. Com quais informações “verdadeiras” eles vão contar para escolher candidatos que possam resolver os seus problemas? Os mais inteligentes vão perceber: há inúmeros Interesses Pessoais em jogo. E Políticos que não sabem que eles – e nós – precisamos de melhores modelos para viver o nosso futuro!

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.