TRE-PR condena Requião por mentir e fazer propaganda irregular

TRE-PR condena Requião por mentir e fazer propaganda irregular

Ex-governador foi multado e obrigado a excluir uma publicação em que veiculou informações falsas e acusações sem qualquer embasamento. A condenação, publicada nesta terça-feira (26), reforça reincidência do pré-candidato, que chegou a ser réu em 141 ações judiciais quando foi governador, além de ser o segundo senador com mais processos no STF.

Com um grande histórico de ações judiciais e inquéritos contra si nos períodos em que ocupou cargos nos poderes executivo e legislativo, Roberto Requião recebeu nesta terça-feira (26) a sua primeira condenação como pré-candidato ao Governo do Estado pelo Partido dos Trabalhadores (PT) por publicação de informações falsas, popularmente chamadas de Fake News.

O Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) acolheu denúncia do Partido Social Democrático (PSD) e determinou a exclusão do conteúdo e o pagamento de multa de R$ 5 mil.

Requião realizou uma publicação em seu Twitter, posteriormente replicada também em seu Facebook e Instagram, que havia funcionários fantasmas empregados no Governo do Paraná. A alegação, porém, não possui qualquer base ou evidência mínima, o que levou o juiz auxiliar do TRE-PR Roberto Aurichio Junior a acatar o pleito do PSD.

Além de ser uma informação falsa, o tribunal entendeu que a publicação caracteriza campanha eleitoral antecipada de caráter negativo contra o atual governador Carlos Massa Ratinho Junior, que desde que assumiu o Governo do Paraná, em 2019, não teve nenhum escândalo de corrupção.

Histórico de multas

Quando era governador, Requião respondeu a 141 ações judiciais e inquéritos, das quais 60 eram criminais. Assim como acontece agora, muitos dos crimes foram contra a honra, por acusações sem fundamentos a adversários políticos.

Ao longo dos últimos anos, o ex-governador e ex-senador também recebeu denúncias por uso da máquina pública para promoção pessoal, abuso de poder, recebimento ilegal de verbas públicas e improbidade administrativa.

De acordo com um levantamento realizado pelo Congresso em Foco, nos oito anos em que esteve no Senado Federal, entre 2011 e 2018, Requião foi o segundo senador com mais processos no Supremo Tribunal Federal (STF).

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.