Audiência pública vai tratar da eleição de novos diretores da rede municipal de ensino

Audiência pública vai tratar da eleição de novos diretores da rede municipal de ensino

Emerson Teixeira

A Câmara de Carambeí promove nesta quinta-feira (9), às 18 horas, no plenário do Legislativo, audiência pública para debater com a comunidade o projeto de lei nº 35/2021 de autoria do Poder Executivo que trata da definição de critérios para a eleição de novos diretores das instituições municipais de ensino.

O assunto já foi tema de reuniões entre vereadores e representantes do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Carambeí (Sindiserv) e também com a secretária municipal de Educação e Cultura, Kátia Harms.

O vereador Professor Sandro aponta que o projeto de lei trata em sua redação que o objetivo é atualizar e promover melhorias na legislação e aborda na justificativa os princípios da gestão democrática, o que não ocorreu na prática, “na organização da última eleição de diretores, os professores foram consultados e votaram sobre a definição dos critérios e dessa vez não, nada mais democrático que abrir para discutir com todos os profissionais da Educação para que eles possam participar dessa mudança, já que existe o plano de carreira do magistério e toda alteração no plano interfere na vida desses profissionais, para após, então, o projeto ser votado em plenário pelos vereadores”, explica.

O presidente do Sindiserv, Julio Cesár Horn, destaca que durante a reunião com os onze vereadores foram apresentadas propostas de emendas ao projeto de lei. Ele enfatiza que o sindicato defende um processo transparente na escolha dos novos diretores e frisa a importância da participação dos servidores na audiência para debater o tema.

“O principal ponto que defendemos enquanto sindicato é a transparência no processo da escolha dos diretores com a realização da consulta pública. Sempre acontece isso, o Executivo envia o projeto para a Câmara e os servidores não ficam sabendo. Dessa vez os vereadores chamaram o sindicato para conversar, nós gostaríamos que o Executivo tivesse, antes de enviar o projeto para a Câmara, se reunido com o sindicato para tratar do assunto”, destaca.

Foto: Divulgação / Cris Matos

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.