Agricultura orgânica: Aline tem pleito favorável para certificação

Agricultura orgânica: Aline tem pleito favorável para certificação

Da Assessoria

A presidente da Comissão de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural – CAPADR, deputada federal Aline Sleutjes, conseguiu atender pedido dos representantes do setor de Agricultura Orgânica, que relataram problemas com a obtenção de certificações de origem e qualidade do produto de cultivo orgânico, pois esta certificação teria que ser feita até 15 de março de 2022 para as mudas e em 15 de março de 2026 para as sementes, prazo esse, que dificilmente conseguiriam cumprir.

Esses prazos constam na Portaria 052 do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento -MAPA, porém, os produtores enfrentam dificuldades para conseguir cumprir as normas exigidas, uma vez que durante a pandemia, houve perda de receita e Agricultura Orgânica, sendo difícil atingir as condições necessárias para o dimensionamento e construção dos viveiros destinados às mudas, ou para a criação de um campo de sementes, além disso, contam com dificuldades de locomoção dadas as restrições de movimentação em transportes urbanos e de acesso a edificações e de trâmites processuais em órgãos públicos durante a pandemia.

Por esses motivos, a deputada federal solicitou ao MAPA, em recente encontro com a ministra Tereza Cristina, a prorrogação dos prazos, acrescentando um ano para as adequações, isto é, prazo para as mudas receberem a certificação de produto orgânico seria até dia 15 de março de 2023 e para as sementes, 15 de março de 2027. O pleito foi para a análise no setor responsável do MAPA e há poucos dias a resposta foi favorável.

“Agradeço a Ministra Tereza Cristina, ao secretário de Defesa Agropecuária, Dr. José Guilherme Leal e ao diretor de Defesa Agropecuária, Dr. José Luis Vargas, pela sensibilidade e agilidade na solução do problema. Os agricultores precisam da nossa atenção e zelo, são eles que nos alimentam. Estamos num momento delicado e conceder esse prazo não prejudica ninguém, pelo contrário, só traz benefícios” declarou Sleutjes.

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.