Prefeitura de Castro pede ajuda aos órgãos de segurança pública e judiciário para conter furtos e vandalismo

Prefeitura de Castro pede ajuda aos órgãos de segurança pública e judiciário para conter furtos e vandalismo

Da Assessoria*

A Prefeitura de Castro, juntamente com órgãos de Segurança Pública e Judiciário, realizou reunião online na quarta-feira (5) para discutir medidas para conter ações de vandalismo que têm atingido o patrimônio público. São desde furtos de fios elétricos e tampas de bueiros em vias públicas e praças, e de outros materiais em ginásios de esportes. A administração municipal contabilizou prejuízos que somam R$ 600 mil em dois meses.

A administração municipal pediu pediu apoio aos órgãos públicos para que a situação possa ser resolvida de forma rápida.

O delegado da Polícia Civil, Lucas Mariano, ressaltou que há investigação em curso para identificar os autores e os receptadores desses materiais. Ele solicitou, ainda, dados da Guarda Municipal sobre as ocorrências.

Representando a Polícia Militar, o tenente-coronel Leonel José Beserra, comandante do 1º Batalhão de Polícia Militar de Ponta Grossa (1º BPM) e a capitã Natália Marangoni de Oliveira, comandante da 3ª Companhia de Polícia Militar de Castro (3ª COM), destacaram que além de reforçar o patrulhamento ostensivo, pode ser utilizado o trabalho da Agência de Inteligência para a realização de operação conjunta entre as polícias e a Prefeitura, para fiscalizar alvarás e a procedência de materiais em estabelecimentos que compram recicláveis.

A promotora pública Eliana Miamoto, enfatizou a importância da investigação para chegar aos receptadores, além do policiamento ostensivo. Afirmou que o Ministério Público sempre estará à disposição e comprometido com o patrimônio público.

A juíza Maria Tereza Thomaz, disse que se trata de um problema nacional, que o judiciário tem interesse em colaborar, e que a investigação precisa atingir os destinatários finais. Também sugeriu que o município invista em infraestrutura como câmeras de vigilância e iluminação pública.

O Município afirmou que irá aplicar R$ 8 milhões esse ano com iluminação pública para toda a cidade e que pretende investir em monitoramento por câmeras, inclusive para ajudar no trabalho das polícias. Reforçou a necessidade de unir forças para solucionar o problema no município.

Com Redação*

Redação Página 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo é de exclusividade do Página 1 News.